São Paulo tem dez casos suspeitos de febre amarela após morte de macacos

Catorze pessoas apresentaram os sintomas da doença que incluem febre, dor no corpo e, em alguns casos, diarreia. No entanto, do total de casos suspeitos, 4 já foram descartados.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fila para vacinação contra febre amarela na Unidade Básica de Saúde no Jardim Peri (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Desde o último dia 21 de outubro, quando teve início a campanha de prevenção contra a febre amarela na zona norte da cidade de São Paulo, 14 pessoas apresentaram os sintomas característicos da doença que incluem febre, dor no corpo e, em alguns casos, diarreia. No entanto, do total de casos suspeitos, quatro já foram descartados e dez estão sob investigação.

Publicidade

Em entrevista à Agência Brasil, a coordenadora do Núcleo de Doenças Transmissíveis por Vetores e Outras Zoonoses, Vivian Ailt, esclareceu que apenas uma dessas pessoas em observação está internada e trata-se um paciente vindo da África, que já teria chegado ao país com os sintomas.

Ela explicou que, no momento, são aguardados os resultado dos testes laboratoriais. O diagnóstico é feito por meio da coleta de sangue e o material é encaminhado para o Instituto Adolfo Lutz. Para certificar a presença do vírus são realizados exames moleculares e sorologia. O prazo para análise é de dez dias.

Macacos

Apesar de ter sido intensificada a vacinação na zona norte, após a morte de três macacos com a presença do vírus confirmada, não houve nenhum caso de transmissão em toda a cidade neste ano, segundo Ailt. Ela afirmou que as 12 notificações, registradas no começo deste ano, eram todas de pessoas que adquiriram o vírus fora da cidade (11 em Minas Gerais e um em Monte Alegre do Sul, no interior paulista).

Campanha ampliada

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que a partir de quarta-feira (8) ampliaria, gradativamente, o número de Unidades Básicas de Saúde (UBS), onde a população poderá se vacinar contra a doença.

O secretário municipal de saúde, Wilson Pollara, pediu apoio da população para ajudar na eliminação dos vetores. “Estamos trabalhando em diversas frentes para evitar os casos autóctones (quando a doença é adquirida dentro do município).

Para isso, além da vacinação, é fundamental combater o vetor com ações nos criadouros”. Ele recomenda que a população deve se manter em alerta evitando o acúmulo de água parada e de ambientes que possam favorecer o desenvolvimento das larvas desses insetos que além da febre amarela, transmitem a dengue, zika e febre chikungunya.

Via Agência Brasil

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Quatro turistas japoneses morrem em acidente na Tailândia

Publicado em 9 de novembro de 2017, em Ásia

O carro onde estavam os 4 turistas japoneses colidiu com um caminhão e acabou pegando fogo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O carro onde estavam os quatro turistas colidiu com um caminhão parado e acabou pegando fogo (NHK/reprodução)

Quatro turistas japoneses morreram na quarta-feira (8) em um acidente de carro em Ayutthaya, central da Tailândia, informou a polícia local.

Publicidade

A embaixada japonesa em Bangkok também confirmou a morte dos quatro turistas – dois homens e duas mulheres. A mídia local divulgou que um guia turístico tailandês também perdeu a vida, após ter sido levado ao hospital.

O acidente ocorreu em Ayutthaya, a cerca de 80 quilômetros ao norte de Bangkok, por volta das 16h, quando o carro onde estavam os quatro turistas pareceu ter colidido com um caminhão parado e acabou pegando fogo, de acordo com reportagens da mídia.

Os quatro japoneses foram identificados como Katsuhiko Narimoto, de 65 anos, Haruka Narimoto, 30, Kumiko Komeima, 59 e Yoshio Nameima, 68. Eles estavam participando de um passeio turístico organizado pela Nippon Travel Agency de Tóquio.

Fonte: Mainichi
Imagem: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância