Casos de influenza atingem novo pico pela 3ª semana consecutiva

Segundo especialistas, a ausência de febre alta deixa as pessoas alheias de que estão carregando o vírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma pessoa pode ser infectada com mais de um tipo de influenza nesta temporada devido às três variações de vírus que estão se espalhando ao mesmo tempo

A epidemia de influenza atingiu novo pico pela terceira semana consecutiva, informou o ministério da saúde na sexta-feira (9), sendo que a ausência de febre alta deixa as pessoas alheias de que estão carregando o vírus.

Publicidade

O número médio de pacientes infectados atingiu uma nova alta de 54.33 por instituição médica durante a mais recente contagem para a semana até 4 de fevereiro, com a maioria dos pacientes infectados pelo tipo B da influenza.

Especialistas médicos temem que alguns pacientes infectados com o tipo B estão espalhando o vírus inconscientemente em locais de trabalho e escolas, enquanto eles não consideram seus sintomas como sendo os da influenza.

O recente número foi calculado pelo daquele de pacientes que contraiu influenza reportado em cerca de cinco mil instituições médicas que são designadas como pontos fixos de monitoramento em todo o Japão, entre 29 de janeiro e 4 de fevereiro. O número para a semana anterior foi de 52.35.

Todas as províncias excederam muito o nível de alerta para influenza

Cerca de 2,82 milhões de pessoas foram infectadas pela influenza em todo o país, alta dos 2,74 milhões durante a semana até 28 de janeiro.

Por província, Oita teve a taxa mais alta (77.09), seguida por Fukuoka (69.96), Saitama (68.29), Kanagawa (66.31) e Kochi (66.19), de acordo com o ministério da saúde.

Todas as 47 províncias excederam e muito o nível de alerta de 30, disse o ministério.

Por faixa etária, aqueles com idades entre 5 a 9 anos representaram a maioria, com uma estimativa de 620 mil casos.

O tipo B da influenza foi o mais detectado nos pacientes

O tipo B do vírus foi responsável por 51.8% dos pacientes que foram atendidos em instituições médicas em todo o país ao longo das cinco semanas até 4 de fevereiro.

Geralmente, o tipo B surge em fevereiro e março, mas este ano começou a se espalhar mais cedo que o normal.

Ao longo do mesmo período, o tipo A Hong Kong foi responsável por 26.2% das infecções, enquanto o tipo A (H1N1), que causou uma epidemia na temporada 2009-2010, foi responsável por 22% dos casos.

Especialistas médicos alertaram que uma pessoa pode ser infectada com mais de um tipo de influenza nesta temporada devido às três variações de vírus que estão se espalhando ao mesmo tempo.

Fonte: Asahi
Imagem: Bank Image

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Tóquio poderá ganhar arranha-céu de madeira com 70 andares

Publicado em 10 de fevereiro de 2018, em Sociedade

Com o número de casas diminuindo devido ao envelhecimento populacional, a Sumitomo Forestry explora outras aplicações para materiais de madeira.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustração do planejado arranha-céu de madeira no coração de Tóquio (Nikkei)

A Sumitomo Forestry visa construir um prédio de madeira de 350 metros de altura na capital japonesa em 2041, enquanto ela confia menos na construção de casas em um Japão que envelhece e encolhe cada vez mais.

Publicidade

O arranha-céu de 70 andares agraciará o distrito de negócios de Marunouchi sob planos anunciados na quinta-feira (8). A construção será reforçada com aço para resistir a terremotos. Nenhum projeto além de sete andares havia sido planejado no Japão até o momento.

A instalação de uso múltiplo poderá abrigar lojas, escritórios, hotel e áreas residenciais em sua área útil de 455 mil metros quadrados. A estimativa dos custos de construção é de 600 bilhões de ienes.

A empresa vai pesquisar materiais com base em madeira que possam suportar chamas por três horas. Os planos também incluem cascatas e plantas que suportam altas temperaturas como a Camellia sasanquas no exterior do prédio.

Com o número de habitações começando a diminuir devido ao envelhecimento populacional, a  empresa está explorando outras aplicações para materiais de madeira e fortalecendo seu foco em prédios de média e grande escala.

Em novembro, ela formou uma aliança de capital com a empresa de engenharia de construção Kumagai Gumi, que ergueu o arranha-céu Taipei 101.

Fonte e imagem: Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância