‘Festivais silenciosos’ levam música a locais pouco prováveis

O 1º evento do tipo foi realizado na Holanda em 2000, e agora eles são destaque em grandes eventos no Japão, como o Summer Sonic.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Festivais silenciosos são destaque em grandes eventos no Japão (Silent it)

Queixas sobre sons esmagadores em eventos musicais poderiam ser evitadas pela disseminação ampliada de “festivais silenciosos” onde fones de ouvido são usados para sentir a batida.

Publicidade

Nesses eventos, somente pessoas que usam fones de ouvido sem fio podem ouvir a música. Eles podem ser realizados em locais que não são à prova de som, facilitando a redução de custos em relação aos tradicionais eventos musicais.

Acredita-se que o primeiro evento do tipo foi realizado na Holanda em 2000, e agora eles são destaque em grandes eventos no Japão, como o Summer Sonic.

Festival silencioso em templo

Um festival silencioso ocorreu em dezembro passado em um templo na província de Quioto, o Nishi Hoganji, um local geralmente associado a silêncio contemplativo do que a festas. O público ficou à vontade para sentar ou dançar como se estivessem em um evento normal de música ao vivo.

O evento foi organizado por Yu Amemiya, que administra o Silent It, uma empresa que realiza festivais silenciosos.

A inspiração de Amemiya veio do desejo de criar eventos públicos acessíveis em que pessoas podem compartilhar a música que  gostam sem incomodar outros com o barulho.

Pessoas indo à loucura em uma sala silenciosa

Nos últimos dois anos, Amemiya vem realizando eventos similares em festivais de campus, casas de banho públicas e mercados de rua, além disso realiza regularmente festivais silenciosos no observatório Sky Circus em Ikebukuro (Tóquio).

Fotos e postagens na mídia social destacadas no site da empresa mostram pessoas se divertindo. Em uma das postagens, uma pessoa diz: “É estranho quando você tira os fones de ouvido e olha para os lados, com 100 pessoas indo à loucura em uma sala silenciosa”.

Fonte: Kyodo
Imagem: Silent It

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Nova espécie de sakura é descoberta

Publicado em 21 de fevereiro de 2018, em Conhecendo o Japão

Acredita-se que a Kumano-zakura esteja distribuída nas províncias de Wakayama, Nara e Mie.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Kumano-zakura, fotografada em Kushimoto (Wakayama), em março de 2017 (Instituto de Pesquisa de Produtos Florestais via Asahi)

Um botânico disse que identificou uma nova espécie de sakura na Península de Kii que, se verificada, será a primeira a ser descoberta na natureza em cerca de um século.

Publicidade

Acredita-se que a Kumano-zakura, que tem floração antecipada, esteja distribuída nas províncias de Wakayama, Nara e Mie ao longo de uma área que mede 90 quilômetros de norte a sul e 60 quilômetros de leste a oeste.

Toshio Katsuki, de 50 anos, que lidera a equipe de preservação de cerejeiras no Jardim de Ciência Florestal de Tama, que pertence ao Instituto de Pesquisa de Produtos Florestais em Tóquio, afiliado ao governo, apresentou os resultados de seu estudo na província de Wakayama em janeiro.

“A Kumano-zakura tem pétalas com cores mais profundas, que fazem as árvores parecerem mais brilhantes quando estão no auge”, disse ele.

Se a Kumano-zakura for classificada como uma espécie distinta ao invés de variedade de uma já conhecida, ela será o primeiro exemplo desde os anos 1910 quando espécies de sakura, incluindo a Oshima-zakura foram estabilizadas, disse Katsuki.

Katsuki apresentou um documento a um jornal em língua inglesa da Sociedade Japonesa para Sistematização de Plantas, o qual ele espera ser publicado até o final deste ano.

Fonte: Asahi
Imagem: Asahi, Bank Image

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância