Miss America elimina desfile de candidatas de biquíni

A próxima edição do Miss America será mais abrangente a mulheres com corpos de vários tamanhos.

Miss America acaba com desfile de biquíni (CNN)

A próxima edição do Miss America eliminará desfile de biquínis e será mais abrangente a mulheres com corpos de vários tamanhos, anunciou o conselho de diretores da competição na terça-feira (5).

Publicidade

Gretchen Carlson, presidente do conselho de diretores do Miss America, anunciou no “Good Morning America” que o evento não incluirá mais a parte de biquínis.

O Miss America será uma competição, não um desfile, disse Carlson no programa na terça-feira.

“Não julgaremos mais nossas candidatas por sua aparência física. Isso é vasto”, disse ela.

Carlson também disse que a nova competição Miss America  será mais abrangente a mulheres com corpos de “todos as formas e tamanhos”.

A conta oficial do Twitter do Miss America publicou um vídeo curto de um biquíni branco sumindo em uma fumaça branca com a hashtag#byebyebikini.

No lugar do desfile de biquíni, as participantes farão parte de uma sessão interativa ao vivo com os juízes, de acordo com uma declaração da Organização do Miss America, “onde ela dará destaque às suas realizações e metas na vida e como ela usará seus talentos, paixão e ambição para executar o trabalho de Miss America”.

Não é a única mudança

A eliminação dos biquínis não é a única mudança no evento de 97 anos.

A competição de vestidos de noite está sendo renovada também. Carlson disse que as participantes agora poderão vestir “o que elas escolherem”.

Elas também poderão discutir como avançariam em suas iniciativas de impacto social durante essa porção da competição. A parte de talento da competição será mantida.

O aumento do movimento #MeToo está alimentando as mudanças, disse Carlson.

“Estamos vivenciando uma revolução cultural em nosso país com as mulheres encontrando coragem para ficar de pé e terem suas vozes ouvidas em várias questões”, disse ela em uma declaração. “O Miss America tem orgulho de evoluir como uma organização e participar desse movimento de empoderamento”.

O próximo Miss America será realizado em 9 de setembro Atlantic City, Nova Jérsei.

Fonte e imagem: CNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Arábia Saudita começa a entregar primeiras carteiras de motorista para mulheres

Publicado em 6 de junho de 2018, em Sociedade

Arábia Saudita emitiu as primeiras carteiras de motorista para 10 mulheres em 4 de junho.

A imagem acima divulgada pelo Ministério Saudita de Informação mostra uma mulher exibindo sua carteira de motorista no Departamento Geral de Tráfego em Riade no dia 4 de junho (AP via Yomiuri)

A Arábia Saudita emitiu suas primeiras carteiras de motorista a 10 mulheres na segunda-feira (4) enquanto o reino se preparava para retirar a única proibição do mundo sobre mulheres no volante em três semanas, mas algumas que fizeram campanha para o direito de dirigir continuam presas.

Publicidade

De acordo com uma declaração do governo, 10 mulheres que receberam carteiras de habilitaçãos já tinham licenças para dirigir de outros países, incluindo EUA, Grã-Bretanha, Líbano e Canadá.

Elas realizaram um breve teste de direção e exame de vista antes de receberem suas licenças no Departamento Geral de Tráfego em Riade. A mídia internacional não estava presente para o evento.

Outras mulheres em todo o país vêm se preparando para o direito de dirigir em 24 de junho ao realizar cursos de direção em campus universitário somente para elas. Algumas estão até treinando para se tornarem motoristas de empresas como a Uber.

As mulheres sauditas se queixam há muito tempo de ter que contratar motoristas de táxi do sexo masculino, cujo custo é alto, usar táxis ou depender dos maridos para ir trabalhar ou realizar outras tarefas.

A medida surpresa de emitir algumas licenças com antecedência ocorreu enquanto ativistas que fizeram campanhas para o direito de dirigir continuam presas, enfrentando possível julgamento.

A promotoria da Arabia Saudita disse no domingo (3) que 17 pessoas haviam sido detidas nas últimas semanas sob suspeita de tentar abalar a segurança e estabilidade, um caso que ativistas dizem ter como alvo as defensoras proeminentes dos direitos das mulheres.

Fonte e imagem: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!