Atriz Kirin Kiki morre aos 75 anos

Em 2013, Kiki disse que um câncer havia se espalhado pelo seu corpo, mas ela continuou trabalhando. Ela morreu no sábado (15).

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Publicidade

A atriz japonesa Kirin Kiki, conhecida pelo seu amplo trabalho na televisão e filmes, faleceu aos 75 anos de idade.

Nascida em Tóquio, Kiki iniciou sua carreira em 1964 com um papel em um drama na televisão.

Ela estava entre o elenco principal de “Manbiki Kazoku”, um filme dirigido por Hirokazu Koreeda, que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes deste ano.

Em 2013, Kiki disse que um câncer havia se espalhado pelo seu corpo, mas ela continuou trabalhando.

Pessoas próximas à Kiki disseram que ela morreu na manhã de sábado (15), rodeada por sua família.

Fonte e imagem: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Bebê nasceu em meio ao terremoto de Hokkaido

Publicado em 17 de setembro de 2018, em Sociedade

As dores estavam cada vez mais fortes, mas o medo veio realmente quando o quarto do hospital sacudiu às 3h08 de 6 de setembro, disse a mãe.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Shunta Yamada em Sapporo no dia 11 de setembro, cinco dias após seu nascimento na manhã quando um forte terremoto sacudiu Hokkaido(Asahi)

As dores de trabalho de parto estavam ficando cada vez mais fortes, mas Aki Yamada disse que só começou a sentir medo de verdade quando o quarto do hospital sacudiu verticalmente às 3h08 de 6 de setembro.

Publicidade

Yamada, de 39 anos, disse que pensou no momento: “O que está acontecendo?”

O mais forte terremoto registrado na história de Hokkaido ocorreu bem no momento em que Yamada estava sendo preparada para dar à luz.

Yamada cresceu em Sapporo, mas agora vive em Tóquio. Ela estava na casa dos pais na capital em Hokkaido para que eles pudessem dar uma mão à ela nas semanas finais de sua gestação.

Alguns minutos após as 3h, Yamada estava sendo levada de cadeira de rodas por uma parteira no Sapporo Maternity Women’s Hospital.

Quando elas chegaram à sala de parto, o terremoto de magnitude 6,7 sacudiu o sudeste de Hokkaido com uma intensidade que atingiu 7 na escala sísmica japonesa. A intensidade em Sapporo foi de 5 forte.

A parteira se inclinou para o lado de Yamada para protegê-la e ao bebê que ainda não tinha nascido de possíveis fragmentos que poderiam cair.

“Está tudo bem”, disse a parteira.

A energia foi imediatamente cortada no hospital, e um gerador auxiliar de emergência foi ativado.

O corredor e as alas comuns dos pacientes estavam vagamente iluminados, mas na sala de parto a iluminação voltou ao normal.

“As contrações eram dolorosas, o prédio estava balançando e eu estava muito preocupada com meu bebê”, disse Yamada.

As réplicas continuaram sacudindo a área, mas Yamada se concentrou em seu trabalho de parto. Funcionários do hospital a encorajavam enquanto o marido apoiava seu corpo.

Às 5h43 o bebê de Yamada, seu primeiro filho, nasceu chorando alto.

Os pais deram a ele o nome de Shunta.

“Ele superou o terremoto e o tufão que atingiram a província algum tempo antes de seu nascimento”, disse Yamada.

“Gostaria que ele fosse uma pessoa de grande coração”.

Em 11 de setembro Yamada e Shunta receberam alta do hospital.

Fonte: Asahi
Imagem: Asahi, Banco de imagens

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância