Neve pesada continua em Hokkaido e em outras regiões no norte do Japão

Residentes nas áreas afetadas devem se preparar para possibilidade de caos no tráfego por causa do clima e ondas altas no mar, alertou a agência de meteorologia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Em Hokkaido os ventos poderão atingir velocidade de 82,8Km/h com rajadas máximas de 126Km/h (NHK)

Nevascas e neve pesada vão continuar cobrindo a área norte do Japão, incluindo Hokkaido, até a noite desta quinta-feira (24).

Publicidade

Residentes nas áreas afetadas devem se preparar para possibilidade de caos no tráfego por causa do clima adverso e ondas altas no mar, disse a AMJ- Agência de Meteorologia do Japão.

O clima de tempestade continua por causa de dois sistemas de baixa pressão, um no oeste de Hokkaido seguindo para o sul perto da Península de Oshima, e outro se formando perto de Nemuro, na área leste da província.

Em Hokkaido os ventos poderão atingir velocidade de 82,8Km/h com rajadas máximas de 126Km/h, enquanto ventos de 72Km/h com rajadas de 108Km/h poderão afetar a região de Tohoku. Ondas no mar com altura de até 6 metros em Hokkaido e 5 metros em Tohoku estão previstas, segundo a AMJ.

O acúmulo máximo de neve no período de 24 horas até as 6h de sexta-feira (25) é de 60cm em Hokkaido e 40cm em Tohoku. A neve poderá ser molhada e pesada. Residentes locais foram alertados em relação a uma possível  paralisação no tráfego e avalanches, de acordo com a AMJ.

Fonte: Mainichi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Enfermeiro é preso acusado de engravidar paciente em estado vegetativo nos EUA

Publicado em 24 de janeiro de 2019, em Notícias do Mundo

Os investigadores estão tentando determinar se ele abusou de outras pacientes e se a mulher em estado vegetativo sofreu abuso mais de uma vez.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A investigação de semanas teve início quando uma paciente de 29 anos, em estado vegetativo, deu à luz em dezembro do ano passado (ilustrativa/banco de imagens)

Um enfermeiro de 36 anos foi preso sob suspeita de engravidar uma paciente em estado vegetativo que deu à luz em dezembro em uma instalação de saúde na cidade de Phoenix, no Arizona, disse a polícia na quarta-feira (23).

Publicidade

Nathan Sutherland, enfermeiro licenciado que cuidava da paciente no Hacienda HealthCare, foi acusado de estupro, de acordo com documentos do processo do tribunal superior do Condado de Maricopa.

Com uma ordem judicial Sutherland foi obrigado a fornecer amostras de DNA aos investigadores na terça-feira (22) e técnicos de laboratório químico determinaram que seu DNA “correspondeu ao do bebê”, disse o sargento da polícia de Phoenix, Tommy Thompson.

O juiz estabeleceu um pagamento de fiança de 500 mil dólares e Sutherland terá que comparecer ao tribunal novamente em 30 de janeiro. O enfermeiro está sendo detido na prisão do Condado de Maricopa.

A prisão é o mais recente capítulo de uma investigação de semanas que teve início quando uma mulher de 29 anos, em estado vegetativo, deu à luz em dezembro do ano passado.

O enfermeiro Nathan Sutherland acusado de engravidar a paciente em estado vegetativo (Escritório do Xerife do Condado de Maricopa via CNN)

Sutherland trabalha na instalação de saúde desde 2011 e os investigadores estão tentando determinar se ele abusou de outras pacientes e se essa mulher foi estuprada mais de uma vez, disse Thompson.

A família da paciente foi informada da prisão de Sutherland, mas se recusa a fazer comentários, disse o advogado John Michaels.

A prisão ocorre dois dias depois da instalação de saúde ter anunciado, sem elaboração, que um médico responsável pelos cuidados da paciente se demitiu e um outro foi suspenso. A empresa não identificou os médicos e a polícia não os mencionou em suas coletivas de imprensa.

Segundo informações, a mulher é paciente na clínica há pelo menos uma década após ela sofrer um incidente em que quase morreu por afogamento. Antes de dar à luz em dezembro, funcionários na instalação de saúde não sabiam que ela estava grávida.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância