Outro corpo é encontrado após colisão de navios na costa de Chiba

Após a colisão que ocorreu em 26 de maio a cerca de 12Km da costa de Inubosaki, província de Chiba, um dos navios afundou.

A colisão ocorreu na costa de Inubosaki, na província de Chiba, em 26 de maio (NHK)

Um outro corpo foi encontrado na quinta-feira (30) enquanto mergulhadores continuavam a procurar membros da tripulação que estavam desaparecidos após uma colisão de cargueiros no Oceano Pacífico que ocorreu no domingo, ao largo da costa leste do Japão, aumentando o número de morto para três.

Publicidade

Um mergulhador que estava fazendo buscas perto do Sensho Maru de 499 toneladas, o qual afundou, viu algo através de uma janela, de acordo com a Guarda Costeira do Japão e o corpo foi retirado do navio.

Ele foi posteriormente identificado como Hiroshi Seno, de 69 anos. Um outro membro da tripulação que estava a bordo do navio que afundou continua desaparecido.

O Sensho Maru afundou até o leito marinho a uma profundidade de 30 metros após colidir com um outro cargueiro, também de 499 toneladas, o Sumiho Maru, a cerca de 12Km da costa de Inubosaki (Chiba) na manhã de domingo (26).

Os quatro membros do Sumiho Maru, sediado em Kure (Hiroshima) estão a salvo. Contudo, dois dos quatro membros da tripulação do Sensho Maru, sediado em Imabari (Ehime), foram encontrados dentro do navio afundado e tiveram as mortes confirmadas nos dias seguintes.

Esperanças emergiram de que haveria sobreviventes no Sensho Maru quando uma batida fraca foi ouvida após um mergulhador ter tocado o casco da embarcação com um martelo enquanto fazia as buscas na segunda-feira (27).

Entretanto, a guarda costeira interrompeu as buscas dentro do navio na quarta-feira (29). Ela enviou mergulhadores para buscas no leito marinho e áreas marítimas próximas.

Fonte: Kyodo

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

App para smartphone provou ser eficaz em ajudar pessoas a pararem de fumar

Publicado em 31 de maio de 2019, em Sociedade

Universidade e empreendimento na área médica desenvolveram o aplicativo.

O aplicativo permite ao paciente registrar os níveis de monóxido de carbono no hálito (Okinawa Times)

Uma universidade japonesa e um empreendimento na área médica disseram na quinta-feira (30) que um aplicativo para smartphone desenvolvido por eles provou ser eficaz em ajudar pessoas a ficarem longe do fumo.

Publicidade

A Universidade de Keio e a CureApp disseram que planejam obter aprovação do governo para que o aplicativo seja uma ferramenta médica, possivelmente na próxima primavera, então seu uso no combate ao vício à nicotina poderá ser coberto sob o sistema de seguro público de saúde.

O aplicativo permite ao paciente registrar os níveis de monóxido de carbono no hálito, medidos com um dispositivo separado, assim como outras condições de saúde. O aplicativo também fornece aconselhamento médico adaptando suas condições.

As entidades com sede em Tóquio conduziram experimentos do aplicativo visando cerca de 570 pessoas que buscaram ajuda médica em 31 instituições de saúde no país de outubro de 2017 ao fim de 2018.

Eles descobriram que 64 por cento do grupo de pacientes que usaram o aplicativo ficaram livres do cigarro seis meses depois, cerca de 13 pontos percentuais mais alto do que o grupo que não usou, disseram.

Ao oferecer suporte além dos hospitais, o aplicativo ajuda mentalmente os pacientes a combaterem a solitária batalha contra o vício da nicotina, afirmaram.

Fonte: Kyodo

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!