Passageiro é retirado de voo por usar máscara de gás

Os passageiros entraram em pânico quando viram o homem dentro do avião. Funcionários pediram a ele que retirasse a máscara de gás, mas ele se recusou.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma aeronave da American Airlines (ilustrativa/PM)

Um homem foi removido de um voo nos Estados Unidos por se recusar a retirar uma máscara de gás que ele usava após passageiros começarem a entrar em pânico, divulgou a mídia do estado do Texas.

Publicidade

O homem estava usando a máscara em um voo da American Airlines com destino a Houston saindo de Dallas na quinta-feira (30).

Funcionários pediram a ele que removesse a máscara depois que passageiros começaram a reclamar, mas ele se recusou. O voo sofreu atraso de quase 1 hora.

O homem foi colocado em outro voo e viajou sem a máscara.

“Eu olhei e vi um cara vindo para o avião usando uma máscara de gás, que era bem estranha”, disse o passageiro Joseph Say à estação KTRK da Houston ABC.

“Imediatamente as pessoas começaram a falar no fundo do avião”, disse ele.

“Não dava para ver a cara dele. Não dava para identificar quaisquer características dele. As pessoas estavam preocupadas de que ele havia levado algo a bordo e que tinha a máscara para sua própria segurança”.

Say disse que primeiro pensou que a máscara de gás estava relacionada ao novo coronavírus.

“Mas então percebi que a máscara não tinha o filtro, então aquilo não fazia sentido”, enfatizou.

“Ouvimos da senhora que estava sentada ao lado dele no avião que ele queria fazer uma declaração. Não sei que declaração era”, disse Say.

Fonte: BBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

China relata surto de gripe aviária H5N1

Publicado em 2 de fevereiro de 2020, em Ásia

Milhares de aves foram sacrificadas após um surto da gripe aviária H5N1 na província de Hunan, vizinha de Hubei, centro do novo coronavírus.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

(Imagem ilustrativa/PM)

Autoridades chinesas estão sacrificando milhares de aves após um surto da cepa altamente patogênica da gripe aviária H5N1 na província de Hunan, vizinha de Hubei, centro do novo coronavírus.

Publicidade

O Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais disse no sábado (1º) que 4.500 frangos haviam morrido por gripe aviária causada pelo vírus H5N1 em uma fazenda na cidade de Shaoyang.

As autoridades sacrificaram cerca de 17.800 aves para prevenir a propagação da doença.

O tipo H5N1 da gripe aviária é conhecido por infectar humanos e causa sintomas graves.

No ano passado, um surto da mesma cepa foi reportado em uma granja na província de Liaoning, no nordeste do país.

Um homem infectado com o vírus teria morrido na província de Sichuan em 2015.

Autoridades chinesas estão em alerta máximo em resposta à gripe aviária, dada a continuidade da propagação do novo coronavírus, o 2019-nCoV entre humanos.

Fonte: HNK World

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância