Homem de 100 anos recebe alta do hospital após se recuperar do coronavírus na China

Após 13 dias de tratamento para a Covid-19, o centenário que recebeu alta se tornou o mais velho paciente a se recuperar até hoje.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Homem idoso de máscara (ilustrativa/PM)

Um chinês de 100 anos se recuperou e recebeu alta do hospital no sábado (7) após 13 dias de tratamento para a doença Covid-19 causada pelo novo coronavírus, tornando-se o paciente mais velho a se recuperar até hoje.

Publicidade

Ele estava entre o grupo de mais de 80 pacientes infectados pela Covid-19 que foram liberados de hospitais da filial da Maternidade de Cuidados da Saúde das Crianças de Hubei na Optics Valley em Wuhan, a capital da província e epicentro do surto.

Nascido em fevereiro de 1920, o homem idoso acabou de comemorar seu 100º aniversário.

Ele deu entrada no hospital em 24 de fevereiro devido a uma infecção por coronavírus, com doenças subjacentes como Alzheimer, hipertensão e insuficiência cardíaca.

Em razão de suas condições complicadas, profissionais médicos das forças armadas realizaram várias consultas, e uma variedade de métodos que incluíram tratamento antiviral através de medicina chinesa tradicional e terapia de plasma de pacientes que se recuperaram foram adotados.

Um funcionário médico das forças armadas mostra o relatório do teste de ácido nucleico negativo do paciente de 100 anos que se recuperou (Xinhua)

Fonte: Xinhua

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Laox fecha lojas: queda de movimento por causa do novo coronavírus

Publicado em 9 de março de 2020, em Economia

Por causa da disseminação do novo coronavírus as lojas da Laox tiveram acentuada queda de movimento, o que levou ao fechamento de algumas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fachada de uma das lojas Laox (NHK)

Com a disseminação do novo coronavírus e queda de turistas chineses a Laox se viu obrigada a fechar duas lojas de Hokkaido, uma de Kagoshima e a da Kokusai-doori de Naha (Okinawa). Mas também já fechou outras, duas em Osaka e uma em Quioto, segundo o jornal Toyo Keizai. Além disso, há outras com a atividade comercial suspensa por enquanto.

Publicidade

Em particular, a província de Okinawa estima que, nos três meses – de março a maio – a queda no número de visitantes deverá ser na ordem de 1,5 milhão de pessoas, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Assim, a queda do consumo será de cerca de 100 bilhões de ienes, ou seja, a metade do que estava previsto. Há preocupações com sérios impactos na economia local, segundo o Escritório de Convenções de Turismo.

Os resultados financeiros consolidados da Laox para o exercício fiscal encerrados em 31 de dezembro de 2019 apresentaram um déficit de 7,8 bilhões de ienes. Isso significa que os prejuízos continuam por dois anos consecutivos. 

A empresa fez recrutamento para demissão voluntária de 160 funcionários, entre 17 de fevereiro a 6 de março, em parte devido à remodelação das lojas e preocupações com o impacto do novo coronavírus.

Fontes: NHK, Toyo Keizai e Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância