Companhias aéreas intensificam medidas contra coronavírus

A Associação Internacional de Transportes Aéreos estima que poderia levar 4 anos para a demanda por voos internacionais retornar ao nível de 2019.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Passageiros de máscara em Bangkok, Tailândia (ilustrativa/PM)

A indústria da aviação vem sendo duramente atingida pela pandemia do novo coronavírus, enquanto companhias aéreas cortaram ou cancelaram voos em uma escala sem precedentes.

Publicidade

Para atrair passageiros de volta, aéreas estão fazendo de tudo para protegê-los contra infecções, visto que elas se prepararam para reiniciar voos.

Comissários da Philippine Airlines servirão os passageiros usando vestimenta de proteção completa. Isso faz parte dos esforços de reequipamento da companhia antes de retomar voos regulares nesta segunda-feira (1º).

Uma fabricante de poltronas para aeronaves também surgiu com uma nova configuração de assentos. Para manter a distância ente os passageiros, as poltronas do meio ficam viradas para trás. Os assentos também serão separados por cortinas de plástico.

A tecnologia também está representando um papel importante. A Etihad Airways planeja uma nova geração de máquinas de check-in.

Agora, não há necessidade de tocar a tela, visto que os passageiros podem concluir os procedimentos de embarque ao mover o cursor com os movimentos de suas cabeças.

Principais companhias aéreas japonesas como a All Nippon Airways – ANA pedirão aos passageiros que usem máscaras quando passarem pela verificação de segurança antes de chegar aos portões de embarque, assim como a bordo das aeronaves.

A Japan Airlines – JAL manterá as poltronas do meio vazias até o fim de junho a fim de permitir uma distância segura entre os passageiros.

O professor Tozaki Hajime da Universidade J.F Oberlin diz que “companhias aéreas tentaram oferecer mais conveniência, incluindo viagem barata. Agora que os passageiros estão preocupados com o coronavírus, medidas de proteção serão levadas em consideração por muitos quando escolherem uma companhia aérea”.

Contudo, medidas rigorosas para prevenir infecções poderiam significar tarifas mais caras e outras inconveniências para os passageiros. A Associação Internacional de Transportes Aéreos – IATA estima que poderia levar 4 anos para a demanda por voos internacionais retornar ao nível do ano passado.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Alunos de escolas em Kitakyushu testam positivo para coronavírus

Publicado em 1 de junho de 2020, em Sociedade

A cidade de Kitakyushu, em Fukuoka, confirmou 12 novos casos no domingo (31), incluindo 4 em uma escola primária.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Sala de aula vazia (ilustrativa/PM)

Casos do novo coronavírus foram confirmados entre crianças de uma escola primária na cidade de Kitakyushu (Fukuoka).

Publicidade

Oficiais da cidade confirmaram 12 novos casos no domingo (31), incluindo quatro na escola primária Moritsune no distrito Kokura-Minami da cidade. Descobriu-se em 28 de maio que um colega dos 4 estava infectado com o coronavírus.

Três outras escolas do primário e ginásio na cidade também foram temporariamente fechadas após alguns estudantes terem testado positivo para o vírus.

O conselho educacional da cidade pediu no domingo às escolas do ginásio e do colegial que verificassem minuciosamente as temperaturas corporais e condições de saúde dos alunos.

Um oficial da cidade disse que como qualquer um pode ser infectado, crianças que contraíram o vírus devem ser protegidas de possível bullying.

O número de casos de coronavírus em Kitakyushu subiu para 97 nos últimos 9 dias. Desses, as rotas de infecção não puderam ser identificadas em 34 casos.

O governador da província de Fukuoka, Hiroshi Ogawa, pediu ao ministro da saúde no sábado (30) que enviasse kits de testes de antígenos em uma base prioritária. Eles serão fornecidos a hospitais locais em Kitakyushu.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância