Tipo sanguíneo e personalidade: publicação como pesquisa científica

A teoria japonesa de que o tipo sanguíneo marca características da personalidade foi demonstrada por pesquisa e publicada em revista científica.

Imagem dos tipos sanguíneos (PM)

No Japão é comum fazer uma breve análise do perfil da pessoa pelo seu tipo sanguíneo. O que era considerada uma teoria, agora tem base em vasta pesquisa, cujos resultados foram publicados na Scientific & Academic Publishing, uma revista científica internacional. 

Publicidade

A pesquisa foi conduzida pelo Human Science ABO Center, de Tóquio, analisando dados de 600 mil pessoas do mundo, mais 4 mil do Japão. Sob o aspecto da psicologia demonstrou a relação entre tipo de sangue e personalidade. Este é o primeiro trabalho em língua inglesa do mundo, o qual explica os resultados da pesquisa até agora, de uma maneira unificada.

Publicação na revista científica (divulgação)

A pesquisa sobre a relação entre tipo de sangue e temperamento começou no Japão por volta de 1920, e o professor Takeji Furukawa, que era psicólogo educacional na atual Universidade Ochanomizu, foi o pioneiro. Depois disso, o escritor Masahiko Nomi amadureceu sua pesquisa por meio de suas próprias pesquisas e análises, começando com “Compatibilidade compreendida pelo tipo de sangue” publicadas em 1971, e atraiu o interesse nacional e do mundo.

Essa vasta pesquisa concluiu que essas características estão quase de acordo com a pesquisa de Nomi. Os entrevistados pontuaram o que se aplica como características básicas em relação ao seu tipo sanguíneo. Na maioria dos casos, as respostas “se aplica” ao seu tipo de sangue foi maior do que para outros tipos de sangue.

“Todas essas diferenças são estatisticamente significativas, e muitos grandes estudos demonstraram claramente uma ligação entre tipo de sangue e personalidade”, avaliou Masayuki Kanazawa, o pesquisador da equipe.

Características básicas por tipo sanguíneo (divulgação)

Fontes: divulgação e AMP

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Bridgestone fechará fábrica em Saitama

Publicado em 30 de março de 2021, em Sociedade

A gigante dos pneus sofreu primeira perda líquida em décadas no ano passado.

A Bridgestone tem cerca de 160 fábricas no mundo que produzem pneus e outros itens (banco de imagens)

A fabricante de pneus Bridgestone fechará uma fábrica doméstica de bicicletas sob planos anunciados na segunda-feira (29) como parte de seus maiores esforços para voltar ao positivo.

Publicidade

A planta de Kisai, na província de Saitama, operada pela companhia Bridgestone Cycle do grupo, fechará suas portas definitivamente em junho. Seus cerca de 170 funcionários serão realocados.

A produção será assumida por uma outra fábrica na província e uma filial chinesa. A planta de Kisai produziu cerca de 220 mil unidades no ano passado.

A Bridgestone tem cerca de 160 fábricas no mundo que produzem pneus e outros itens. Contudo, a companhia registrou sua primeira perda líquida em 69 anos em 2020, afetada por competição de preços de pneus para uso geral.

A fábrica de Kisai foi aberta em 1971 e o grupo ainda está considerando o que fazer com a instalação e terreno após o fechamento.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UNINTER - Universidade ONLINE para brasileiros no Japão!