Vacina da Moderna: mais de 80% se recuperaram de efeitos colaterais dentro de 3 dias

A Universidade Internacional de Nagasaki revelou os resultados da pesquisa focando em cerca de 4 mil pessoas que receberam a vacina da Moderna.

Seringa e frasco de vacina da Moderna (banco de imagens)

Dentre aqueles que receberam doses de vacina da Moderna durante inoculações em locais de trabalho conduzidas em uma universidade no sudoeste do Japão, indivíduos tinham mais probabilidade de sofrer efeitos colaterais após a segunda dose do que a primeira, e essas reações haviam cessado dentro de 3 dias na maioria dos casos, mostrou uma pesquisa.

Publicidade

A Universidade Internacional de Nagasaki em Sasebo revelou os resultados da pesquisa focando em cerca de 4 mil pessoas que receberam a vacina contra Covid-19 da Moderna na instituição.

A universidade conduziu sua primeira rodada de vacinações a partir de 21 de junho, e a segunda em 19 de julho. Um total de 7.985 indivíduos, incluindo estudantes da universidade e de sua faculdade de curta duração e escola vocacional, assim como professores e funcionários, foram inoculados. As idades dos entrevistados variou de adolescentes aos 60 anos.

O questionário obteve respostas de 1.877 pessoas após a primeira rodada de inoculações e de 1.496 indivíduos após a segunda dose. Até 82% dos entrevistados após a primeira vacina e 85% após a segunda disseram que tiveram efeitos colaterais, como dor e inchaço, na área da injeção.

Além disso, 48% sofreram fadiga, febre e outros efeitos colaterais no corpo todo após a primeira dose, enquanto 88% sofreram isso após a segunda. Para ambos os casos, uma porcentagem maior de entrevistados teve efeitos colaterais após a segunda dose.

Por gênero, as mulheres foram as que mais sofreram efeitos colaterais – tanto na área inoculada quanto no corpo todo – do que os homens. Enquanto 92% das mulheres tiveram efeitos colaterais afetando o corpo todo após a segunda dose, 80% dos homens sofreram tais efeitos. Também houve uma tendência para menores terem mais probabilidade de desenvolverem efeitos colaterais comparados aos adultos.

Contudo, mesmo em casos em que efeitos colaterais ocorreram, eles diminuíram dentro de 3 dias para mais de 80% do entrevistados, tanto para a primeira quanto para a segunda rodada de vacinações.

Houve muitos casos em que indivíduos tomaram antipiréticos quando tiveram febre, enquanto aqueles com outros sintomas haviam se recuperado sem tomar quaisquer tipos de medidas em particular.

Fonte: Mainichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Governos locais tentam instalar locais temporários para tratamento da Covid-19

Publicado em 6 de setembro de 2021, em Sociedade

Atualmente, mais de 130 mil pacientes de Covid-19 estão se recuperando em casa.

Ilustrativa (banco de imagens)

Governos locais estão se apressando para estabelecer locais temporários de tratamento para pacientes de Covid-19, enquanto um aumento no número de infecções causou uma grave escassez de leitos hospitalares em todo o país, com 25 governos já abrindo ou planejando iniciar as operações em tais instalações, de acordo com uma pesquisa da agência de notícias Kyodo.

Publicidade

A pesquisa nacional, conduzida de 26 de agosto a 2 de setembro, também descobriu, entretanto, que a maioria dos governos estão enfrentando dificuldades em garantir médicos e outros profissionais da saúde para operar tais locais.

Níveis recordes de casos de coronavírus, causados pela variante Delta, mais transmissível, ultrapassaram as capacidades de hospitais para tratar pacientes em muitas partes do país.

Face a um sistema de saúde sobrecarregado, o governo do primeiro-ministro Yoshihide Suga recomendou municípios no início de agosto a disponibilizarem leitos somente àqueles que exibem sintomas graves.

Tóquio e outras grandes cidades têm visto um aumento no número de casos em que ambulâncias transportando pacientes de Covid-19 em condições graves foram rejeitadas pelos hospitais.

Atualmente, mais de 130 mil pacientes de Covid-19 estão se recuperando em casa.

Em 25 de agosto, o Ministério da Saúde pediu a governo locais que estabilizassem instalações temporárias para cuidar de pacientes que não conseguiram encontrar leito hospitalar.

A província de Fukui, por exemplo, começou a usar um ginásio como hospital temporário, enquanto a de Ehime está alugando espaços em hotéis para tratamento de pacientes de Covid-19.

Fonte: Japan Today

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UNINTER - Universidade ONLINE para brasileiros no Japão!