Fornecimento de energia neste inverno será o mais apertado em uma década

Ministério diz que pedirá a residências e empresas que minimizem o uso de energia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Luz externa em casa antiga no Japão (ilustrativa/banco de imagens)

O Ministério da Indústria do Japão prevê que o fornecimento de eletricidade do país será o mais apertado em uma década neste inverno.

O ministério revelou a previsão durante uma reunião de um painel de especialistas realizada na terça-feira (26).

Funcionários do ministério dizem que se o inverno for severo, a capacidade de reserva de fornecimento de energia durante períodos de pico de demanda a partir de fevereiro do próximo ano será de 3,1% na região servida pela Tokyo Electric Power Company. Eles também dizem que a porcentagem será de 3,9% em 6 outras regiões, incluindo Chubu, Kansai e Kyushu.

Uma margem de 3% em 7 regiões representaria o fornecimento mais apertado de energia em uma década.

A capacidade de reserva na região Tohoku deve ser de 4,4%, enquanto Hokkaido administrará 7% e Okinawa 33,8%.

O ministério diz que pedirá a residências e empresas que minimizem o uso de energia, citando que a possibilidade de problemas em plantas de energia e escassez de gás natural liquefeito e outros combustíveis poderiam apertar ainda mais o fornecimento.

Eles também estão pedindo a companhias de energia que se certifiquem que instalações estejam bem mantidas e garantam combustível suficiente.

Fonte: NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Extinção da taxa de cancelamento do contrato do celular

Publicado em 27 de outubro de 2021, em Economia

As principais operadoras eliminarão as tarifas cobradas ao cancelar seus contratos de telefonia móvel. Veja quais já eliminaram.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Logo das 3 operadoras (NHK)

A partir deste mês, a NTT DoCoMo aboliu a taxa de cancelamento cobrada ao cancelar um contrato de telefonia móvel fora do período especificado.

Para o plano de contrato de dois anos contratado até setembro de 2019 exigia-se o pagamento de 10.450 ienes no cancelamento. E para o contrato após outubro de 2019 a taxa era de 1,1 mil ienes, mas não é mais necessária.

A Softbank também anunciou no dia 26 que eliminará a taxa de cancelamento de contrato a partir de fevereiro do próximo ano, enquanto a au (KDDI) planeja eliminá-la até o final deste ano fiscal.

Mais comodidade aos usuários de smartphone

Em relação aos contratos de telefonia móvel, o Ministério dos Assuntos Internos e Comunicações do Japão destacou que é necessário facilitar a troca da operadora de telefonia móvel para promover a concorrência entre as empresas, por isso, as 3 maiores operadoras decidiram pela extinção da taxa de troca.

Além disso, ao eliminar a cobrança pelo cancelamento do contrato, espera-se que seja mais fácil trocar de operadora com a finalidade de aumentar a comodidade aos usuários.

Fontes: JNN e NHK 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades