Produção global da Toyota tem queda de 39% em setembro

A produção foi afetada por interrupções na rede de fornecimento no Sudeste Asiático em meio a um aumento nos casos de covid e escassez de semicondutores.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Interrupções nas redes de fornecimento por conta da covid afetaram a produção global da Toyota (banco de imagens)

A Toyota disse nesta quinta-feira (28) que sua produção global caiu 39,1% no mês de setembro em comparação ao ano anterior, para 512.765 veículos, afetada por interrupções na rede de fornecimento no Sudeste Asiático em meio a um aumento nos casos de coronavírus e escassez de semicondutores.

A produção, bem abaixo do plano inicial de 900 mil veículos, caiu pelo segundo mês consecutivo. Entretanto, a maior vendedora de automóveis do mundo espera uma produção recorde de alto nível de 850.000 a 900.000 unidades no mês de novembro em meio a um relaxamento das restrições da Covid-19 no Sudeste Asiático.

Refletindo o impacto do corte de produção, suas vendas globais em setembro caíram 16,4%, para 700.122 veículos, diminuindo pela primeira vez em 13 meses, disse a Toyota.

A montadora reduziu sua perspectiva de produção para o ano fiscal de 2021, que vai até março do ano que vem, para 9 milhões de veículos, queda de 300 mil de seu plano inicial. No ano fiscal de 2020, a produção global foi de cerca de 8,18 milhões de unidades.

“Embora as situações de infecções pelo coronavírus e fornecimento de peças continuem incertas, faremos de tudo para minimizar o impacto o quanto possível”, disse um funcionário da Toyota.

A Toyota é conhecida pelas suas robustas redes de fornecimento, mas fechamentos de fábricas em países no Sudeste Asiático, como Malásia e Vietnã, dificultaram a garantia de peças suficientes.

Fonte: News and Culture

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Governo dos EUA proíbe China Telecom de operar no país

Publicado em 28 de outubro de 2021, em Notícias do Mundo

A China Telecom foi barrada nos EUA por preocupações com a segurança nacional, aumentando as tensões entre as duas maiores economias do mundo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fachada da China Telecom em prédio de Pequim (banco de imagens)

Washington está barrando uma grande empresa chinesa estatal de telecomunicações de operar nos EUA por preocupações com a segurança nacional – uma ação que ameaça mais uma vez aumentar as tensões entre as duas maiores economias do mundo.

A Comissão Federal de Comunicações – FCC disse na terça-feira (26) que ordenou à China Telecom para descontinuar os serviços nos EUA dentro de 60 dias, citando descobertas de que a subsidiária americana da companhia “está sujeita à exploração, influência e controle do governo chinês”.

A ação da FCC é o ponto culminante de um longo conflito com a China Telecom, que opera nos EUA há cerca de duas décadas. A agência disse que deu à companhia uma última oportunidade em dezembro para contestar preocupações sobre sua presença nos EUA, mas a China Telecom falhou em fazer isso.

Um porta-voz da subsidiária americana da China Telecom disse à Reuters que a decisão da FCC era “decepcionante”. “Planejamos buscar todas as opções disponíveis enquanto continuamos a servir nossos clientes”, disse.

O principal negócio da companhia é na China. Ela diz que tem cerca de 370 milhões de clientes de serviços móveis.

Washington tem nos últimos anos visado outras grandes empresas chinesas com sanções.

Em 2019, Trump proibiu que empresas dos EUA usassem equipamento de telecomunicação de fontes que a administração considerava ser ameaças de segurança nacional – uma ordem que impactou diretamente a empresa chinesa Huawei, uma grande provedora de equipamento de telecomunicação.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Info para brasileiros de Mie-ken
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades