Suporte ao governo de Kishida aumenta; público apoia suas medidas anticoronavírus

O público tem recebido bem suas medidas anticoronavírus, incluindo fechamentos temporários de fronteiras a novas entradas estrangeiras.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida (banco de imagens)

Cerca de dois terços dos eleitores no Japão apoiam o governo do primeiro-ministro Fumio Kishida, com o público recebendo bem suas medidas anticoronavírus, incluindo fechamentos temporários de fronteiras a novas entradas estrangeiras, divulgou nesta segunda-feira (27) o site Nikkei.

Publicidade

O suporte ao governo do gabinete de Kishida aumentou para 65%, alta de 4 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior há um mês, disse o jornal.

Na mais recente pesquisa realizada de 24 a 26 de dezembro, 61% dos entrevistados avaliaram positivamente as medidas anticoronavírus de Kishida, o maior número desde fevereiro de 2020 quando o Nikkei começou a perguntar as opiniões públicas sobre a resposta do governo à Covid-19.

Em meio à emergência global da altamente transmissível variante ômicron do coronavírus, Kishida anunciou no fim de novembro que o Japão estava barrando a entrada de estrangeiros por cerca de um mês.

Na semana passada, ele estendeu a medida até o feriado de fim e início de ano.

 Fonte: Asia Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Primeiro caso de ômicron em Hiroshima

Publicado em 27 de dezembro de 2021, em Sociedade

A pessoa que testou positivo não viajou para o exterior, tampouco teve contato próximo com quem voltou.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de SARS-CoV-2 (Pixabay)

Em meio às notícias de novos casos de ômicron em diversas províncias, mais uma informou, na segunda-feira (27).

Publicidade

O governador da província de Hiroshima, Hidehiko Yuzaki, comunicou em coletiva de imprensa realizada de manhã sobre uma pessoa na casa dos 20 anos, residente na cidade homônima, testou positivo para o coronavírus em 20 deste mês e depois foi confirmada a variante ômicron.

Foi o primeiro caso da província e a informação é que ela recebeu as duas doses da vacina. Está internada para tratamento, mas os sintomas são leves.

Além disso, não tem histórico de viagens ao exterior, apenas visitou uma cidade da região Kansai este mês. A rota da infecção é desconhecida e acredita-se que tenha se infectado na comunidade. 

Teve vários contatos próximos, inclusive em Kansai, mas todas testaram negativo até agora.

Eisaku Kinoshita, diretor do Departamento de Saúde e Bem-Estar de Hiroshima, disse: “Não acho que estamos em uma situação em que devemos pedir para evitar sair ou viajar para outras províncias, mas pedimos que considerem cuidadosamente as viagens para as áreas onde a variante ômicron foi confirmada”. 

Fontes: NHK e Mainichi

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância