Casamento homoafetivo de duas brasileiras em Oizumi, com prefeito como testemunha

Essa foi a segunda união homoafetiva de Oizumi, por isso, a celebração foi especial para a cidade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Lilian e Renata, casamento realizado em Oizumi (Asahi)

Na noite de quarta-feira (5) a Câmara Municipal de Oizumi (Gunma) serviu de palco para uma cerimônia de casamento igualitário, entre duas brasileiras residentes na cidade. O ambiente foi todo decorado de flores e balões pelos funcionários da prefeitura para tornar o momento inesquecível para as noivas. 

Publicidade

As noivas Renata Kodama, 38, e Lilian Sasai, 41, vestidas a caráter, fizeram juramento e troca de alianças, sob o testemunho do prefeito Toshiaki Murayama e na presença de cerca de 30 convidados. 

“Foi o primeiro casal a realizar cerimônia na câmara. Que seja um dia memorável para elas e que o amor se aprofunde ainda mais”, disse o prefeito.

Estou muito emocionada e feliz”, disse Renata, enquanto Lilian declarou que “é um dia muito importante e inesquecível”.

Este foi o segundo casamento igualitário em Oizumi, desde que iniciou o sistema em janeiro de 2019. A declaração da união homoafetiva é entregue ao casal e, por isso, pode solicitar o aluguel de uma habitação municipal.

Como há muitos estrangeiros vivendo na cidade de Oizumi, a prefeitura tem como objetivo eliminar todos os tipos de discriminação.  

Fonte: Asahi 

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Iraniano de Nagoia é preso como suspeito de contrabando

Publicado em 7 de janeiro de 2022, em Crime

Conhecido como Rafael, é dono de uma empresa de venda de narguilé em Nagoia. Teria feito o contrabando com a colaboração de um brasileiro.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Momento em que estava sendo levado pelos policiais da Delegacia de Tsukiji, em Tóquio (NNN)

O Departamento de Polícia Metropolitana informou, na sexta-feira (7), a prisão do iraniano ハーン・モハマディ・バフマン, 37 anos, presidente de uma empresa de vendas de narguilé em Nagoia (Aichi), conhecido como Rafael.

Publicidade

É suspeito de contrabando de 24 toneladas de carvão contendo estimulante, da Turquia, por via marítima, no ano passado, com destino a Tóquio. 

O carvão veio em 2,4 mil caixas de papelão, em 2 contêineres, representando a maior quantidade de contrabando de drogas de todos os tempos.  

Segundo o Departamento de Polícia Metropolitana de Tóquio, o conhecido como Rafael teria conversado com um brasileiro, em uma festa, propondo fazer “um negócio de carvão para narguilé”.

Pediu a ele que arranjasse um depósito e o recompensava com 200 mil ienes mensalmente. O brasileiro, de 28 anos, já foi preso e processado, por isso, a investigação chegou até Rafael.

O iraniano negou a suspeita, segundo a polícia.

Fontes: ANN e NNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades