Sexta-feira: mais de 6 mil testam positivo

Pela primeira vez desde 15 de setembro, quase no final da quinta onda, o Japão tem um número tão elevado. Alguns hospitais de Okinawa suspenderam a emergência.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

Até as 19h de sexta-feira (7), o Japão teve 6.214 novos casos de coronavírus em todo o país, exceto em Akita. Nos aeroportos foram 140 passageiros. 

Publicidade

Os maiores números foram em 4 províncias: 1.41 em Okinawa, 429 em Hiroshima, 676 em Osaka e 922 em Tóquio

Desde 15/set o Japão não tinha números tão elevados (News Digest)

Na região Kanto, além de Tóquio, foram 52 em Tochigi, 58 em Ibaraki, 87 em Gunma, 171 em Chiba, 214 em Saitama e 251 em Kanagawa

Foram 23 em Yamanashi, 18 em Fukui, 12 em Ishikawa, 22 em Shimane, 44 em Okayama, 180 em Yamaguchi, 135 em Fukuoka e 110 em Kagoshima.

Na região Kinki, além de Osaka, foram 69 em Shiga, 160 em Quioto, 144 em Hyogo e 66 em Nara.

Na região Tokai foram 21 em Mie, 52 em Gifu, 77 em Shizuoka e 199 em Aichi, sendo 70 em Nagoia, 17 em Okazaki e 15 em Toyota, entre outras cidades.

Dados por província, de sexta-feira (NHK)

Outros dados

Foram 3 óbitos no dia, 1 em Gunma e 2 em Miyazaki.

O número de pacientes em tratamento deu um salto em relação ao dia anterior, com aumento de 6.178, somando 17.724 pessoas com covid-19. O total de pacientes em estado grave também aumentou, passando a 91.

Em contrapartida, 1.713.088 pessoas se recuperaram.

Na quarta-feira (5) foram realizados 44.666 testes PCR.

Medidas prioritárias em 3 províncias

Foi decidido pelo governo do país, na sexta-feira, que serão aplicadas as medidas prioritárias para as províncias de Okinawa, Yamaguchi e Hiroshima, entre 9 e 31 deste mês.

Okinawa: parte dos hospitais suspendem atendimentos de emergência

O governador de Okinawa informou que solicitou aos bares, restaurantes e outros estabelecimentos que servem bebidas alcoólicas o encerramento antecipado do expediente, às 20h, sob compensação.

Pediu à população se abster de se deslocar para outras províncias, se for sair com os amigos, que seja em grupo pequeno de até 4, e adotar rigorosamente a prevenção.

Em Okinawa o sistema médico já está tenso, pois mais de 220 profissionais da área da saúde estão em licença, por terem testado positivo ou pela suspeita. 

O Hospital da Cruz Vermelha não atenderá as emergências, entre 7 a 11. O Hospital Municipal de Naha irá suspender as consultas a partir de 11. Outros dois dos 4 hospitais da área central suspenderão o atendimento de emergência. 

Sistema médico não pode colapsar

O que está ocorrendo em Okinawa pode acontecer com as demais províncias caso os número aumentem.

É preciso conter essa infecção explosiva causada pela ômicron para que os centros de saúde e hospitais possam continuar atendendo. Se esses sistemas colapsarem, ficará difícil realizar os testes, fazer tratamento dos pacientes com covid-19 e cuidar dos pacientes com outras doenças.

Fontes: News Digest, Nagoya TV, Okinawa Times e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Casamento homoafetivo de duas brasileiras em Oizumi, com prefeito como testemunha

Publicado em 7 de janeiro de 2022, em Sociedade

Essa foi a segunda união homoafetiva de Oizumi, por isso, a celebração foi especial para a cidade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Lilian e Renata, casamento realizado em Oizumi (Asahi)

Na noite de quarta-feira (5) a Câmara Municipal de Oizumi (Gunma) serviu de palco para uma cerimônia de casamento igualitário, entre duas brasileiras residentes na cidade. O ambiente foi todo decorado de flores e balões pelos funcionários da prefeitura para tornar o momento inesquecível para as noivas. 

Publicidade

As noivas Renata Kodama, 38, e Lilian Sasai, 41, vestidas a caráter, fizeram juramento e troca de alianças, sob o testemunho do prefeito Toshiaki Murayama e na presença de cerca de 30 convidados. 

“Foi o primeiro casal a realizar cerimônia na câmara. Que seja um dia memorável para elas e que o amor se aprofunde ainda mais”, disse o prefeito.

Estou muito emocionada e feliz”, disse Renata, enquanto Lilian declarou que “é um dia muito importante e inesquecível”.

Este foi o segundo casamento igualitário em Oizumi, desde que iniciou o sistema em janeiro de 2019. A declaração da união homoafetiva é entregue ao casal e, por isso, pode solicitar o aluguel de uma habitação municipal.

Como há muitos estrangeiros vivendo na cidade de Oizumi, a prefeitura tem como objetivo eliminar todos os tipos de discriminação.  

Fonte: Asahi 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades