França autoriza que médicos com covid-19 atendam pacientes

A medida provisória é destinada a abrandar a falta de pessoal em hospitais e em outras instalações causada por uma explosão de casos de covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Centro de teste de covid-19 gratuito em Paris, na França (banco de imagens)

A França está permitindo que profissionais da saúde infectados pela covid-19 com poucos sintomas ou nenhum continuem tratando pacientes ao invés de se autoisolarem, uma medida provisória destinada a abrandar a falta de pessoal em hospitais e em outras instalações causada por uma explosão de casos sem precedentes.

Publicidade

A isenção especial das regras de quarentena da França sendo iniciada em hospitais, asilos e em outras instalações de serviços de saúde essenciais, demonstra a crescente pressão sobre o sistema médico do país devido à variante ômicron que tem rápida propagação.

É um risco calculado, com a possibilidade dos profissionais da saúde com covid-19 podendo infectar colegas e pacientes sendo ponderado contra o que o governo diz ser uma necessidade para manter serviços essenciais funcionando.

Governos e indústrias alertaram que regras de isolamento estão criando escassez de funcionários por amplos setores, visto que a ômicron causa aumentos nas infecções em muitos países.

Em alguns locais, períodos de quarentena foram reduzidos, incluindo a França, para ter seus trabalhadores de volta aos seus postos.

Há cada vez mais sinais de que a variante causa doenças menos grave. Mas a onda de infecções ainda está aumentando o número de pessoas nos hospitais, colocando essas instituições sob pressão, principalmente quando profissionais da saúde estão ausentes.

Fonte: ABC News

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Incidente com os tratadores de animais: uma vítima perdeu a mão

Publicado em 6 de janeiro de 2022, em Sociedade

Três tratadores foram atacados por um tigre-de-bengala no parque onde se pode fazer safári e duas delas estão em estado grave.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Foto do tigre-de-bengala (@NASU_SAFARIPARK do Twitter)

O incidente ocorrido no Nasu Safari Park, situado em Nasu (Tochigi), na manhã de quarta-feira (5), deixou 3 tratadores feridos pelo ataque de um tigre-de-bengala.

Publicidade

Segundo informações da diretoria do parque, as vítimas foram duas tratadoras, de 26 e 22 anos, e um tratador de 24. A responsável pelos tigres do parque é a tratadora de 26, a qual entrou no espaço, como um corredor, pensando que o animal não estivesse lá, pois não deveria estar. Como foi atacada e gritou, outros dois foram socorrê-la. 

Todos tiveram ferimentos na cabeça por causa das mordidas. Mas, uma das funcionárias perdeu o pulso e a mão do lado direito. As duas estão internadas em estado grave.

O tigre que a atacou é um macho, chamado ボルタ, com 2 metros de comprimento com peso de cerca de 150 a 160kg. Ele deveria estar em uma cabana trancada, dentro do criadouro à noite, mas isso não foi confirmado na noite anterior.

Como 2022 é Ano do Tigre, o parque tinha postado um vídeo sobre esse tigre, postado no canal do YouTube, mas foi removido.

Fontes: Huffington Post e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha oportunidades