Funcionários são trancados em prédio após único caso de ômicron ser detectado

Os funcionários do prédio não receberam qualquer aviso de que seriam colocados sob lockdown em seus locais de trabalho.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Único caso de ômicron levou ao lockdown de funcionários em prédio de Pequim (banco de imagens)

O primeiro caso de ômicron reportado de Pequim, na China, levou à aplicação de medidas elevadas contra covid-19, incluindo isolar trabalhadores dentro de um prédio de escritórios, enquanto a cidade se apressa para conter o vírus antes das Olimpíadas de Inverno.

Publicidade

De acordo com a CNN, os funcionários dentro do prédio no extremo oeste da cidade não receberam qualquer aviso de que eles seriam colocados sob lockdown em seus locais de trabalho após uma funcionária ter testado positivo para a variante ômicron durante exame obrigatório no sábado (15).

A mulher que testou positivo para ômicron foi o primeiro caso registrado da cidade da variante altamente transmissível.

Agentes de controle da covid-19 levaram travesseiros e roupas de cama para o prédio, enquanto guardas de segurança ficaram protegendo as entradas. Não foi informado na reportagem sobre o número de pessoas que ficaram isoladas no prédio.

Após o caso da mulher ter sido confirmado a cidade impôs um lockdown instantâneo e colocou rastreamento de contato disseminado em vigor.

Muitas escolas na cidade passaram a ter aulas online, vários pontos turístico e templos foram fechados.

A comunidade inteira onde a mulher mora – que fica a cerca de 15 minutos do prédio – também foi isolada e ninguém pode entrar ou sair da área.

A China tem evitado amplamente grandes surtos do vírus com um regime de lockdowns, testes em massa e restrições de viagem, embora ela continue a combater aumentos em várias cidades, incluindo em Tianjin, a cerca de 1 hora de Pequim.

Fonte: Global News

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Governo deverá aplicar medidas prioritárias em 10 províncias, incluindo as de Tokai

Publicado em 18 de janeiro de 2022, em Sociedade

Com a aplicação das medidas prioritárias, os bares e restaurantes terão que fechar mais cedo e a população deverá evitar sair sem necessidade ou urgência.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Médico cuidando de paciente com covid (Picryl)

À medida que a situação do aumento da infecção pelo novo coronavírus piora, o governo do país planeja aplicar as medidas prioritárias em 10 províncias, incluindo Tóquio.

Publicidade

Hirokazu Matsuno, secretário-chefe de gabinete, informou na manhã de terça-feira (18), que além da capital do país, são as províncias de Saitama, Kanagawa, Chiba, Aichi, Gifu, Mie, Kumamoto, Miyazaki e Nagasaki.

Disse que consideraria prontamente quaisquer solicitações de outros governadores. O anúncio formal deverá ser feito o mais rápido possível.

“O número de pessoas infectadas está aumentando rapidamente a uma velocidade nunca vista em todo o país. O número de pessoas gravemente doentes também está aumentando”, declarou.

Atualmente são 3 províncias sob a aplicação das medidas prioritárias – Okinawa, Hiroshima e Yamaguchi – até 31 deste mês. Nesses locais há medidas restritivas, como a redução do horário do expediente, redução dos eventos e pedido para que a população evite sair sem necessidade. 

Situação dos leitos hospitalares 

A província da região Kanto com a maior taxa de ocupação dos leitos hospitalares é Saitama, com 30%, seguida de Tóquio com 21%, Kanagawa com 13% e Chiba com 12%.

Aparentemente ainda parece estar tranquilo, mas em Saitama o número de pacientes que necessitam de internação aumentou 400% desde 6 de janeiro.

Na região Tokai, Gifu está com 20%, Mie com 19% e Aichi com 11%.

Como o aumento dos novos casos de infecção vem aumentando rapidamente, há temor de colapso no sistema médico.

Fonte: NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância