Novo recorde no Japão com 78,9 mil testados positivo na quinta-feira

Além do total do país, recorde também em todas as províncias de Kanto, Hokkaido, Nagano, Shiga, Aichi, Shizuoka, Nara, Fukuoka e Kumamoto, entre outras.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

Na quinta-feira (27) o Japão teve novo recorde de resultados positivo para o novo coronavírus, com total de 78.931, e também diversas províncias tiveram o maior número desta epidemia. 

Publicidade

Na região Kanto, a disseminação aumentou em todas as províncias. Tóquio teve 16.538 pela primeira vez e a governadora considera solicitar ao país decreto de estado de emergência, pois já tem mais 50% de taxa de ocupação dos leitos. 

Também pela primeira vez, Gunma teve mais de mil novos casos: 1,1 mil. 

Hokkaido, Fukuoka, Nagano, Shiga, Kumamoto e outras províncias também tiveram o maior número desta epidemia. Osaka fechou o dia com 9,7 mil, enquanto Hyogo com 4,3 mil testados positivo.

Maiores índices de infecção do país

Osaka é a província com o maior índice de infecção a cada 100 mil habitantes, de 556, ultrapassando Okinawa, com 540. Em terceiro lugar vem Tóquio, com 534. Em outras províncias como Aichi (318) e Hyogo (371) os índices são elevados. A média do país é de 301, o maior desta epidemia.

Nagoia e Hamamatsu: maiores números desta epidemia

Tiveram recorde Aichi (5,1 mil) e a capital, Nagoia, com 2.407 novos casos. Foram 271 em Toyohashi, 239 em Okazaki, 269 em Toyota, 130 em Ichinomiya e 1.844 em outras cidades.  

Em Shizuoka (1,6 mil) a cidade de Hamamatsu teve o maior número, fechando com 333, enquanto a cidade homônima teve 330. 

Aumento de 78 mil pacientes

O dia teve 35 óbitos, sendo 8 em Hokkaido e em Osaka, 3 em Chiba e em Tóquio, além de outras províncias.

Houve um aumento de 78 mil pacientes para tratamento, totalizando 534.903 até quinta-feira. 

Em contrapartida, 1.883.912 pessoas se recuperaram da covid.

Veja a tabela por província. 

REGIÃO PROVÍNCIA TOTAL
Hokkaido 2.856
Tohoku Aomori 383
Iwate 139
Miyagi 497
Akita 266
Yamagata 161
Fukushima 378
Kanto Ibaraki 857
Tochigi 618
Gunma 1.100
Saitama 3.869
Chiba 3.802
Tóquio 16.538
Kanagawa 5.959
Hokuriku Niigata 611
Toyama 277
Ishikawa 493
Fukui 164
Koshin Yamanashi 439
Nagano 687
Tokai Gifu 690
Shizuoka 1.650
Aichi 5.160
Mie 590
Kinki Shiga 763
Quioto 1.728
Osaka 9.711
Hyogo 4.303
Nara 950
Wakayama 490
Chugoku Tottori 139
Shimane 96
Okayama 756
Hiroshima 1.502
Yamaguchi 445
Shikoku Tokushima 141
Kagawa 360
Ehime 304
Kochi 198
Kyushu Fukuoka 3.955
Saga 421
Nagasaki 652
Kumamoto 1.281
Oita 339
Miyazaki 409
Kagoshima 544
Okinawa 1.100
Aeroportos 160
TOTAL GERAL 78.931
Fontes: News Digest, CBC TV, Shizuoka Shimbun, FNN, JNN e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Inglaterra suspende restrições da covid-19

Publicado em 27 de janeiro de 2022, em Notícias do Mundo

O governo britânico disse que seu programa de vacinação de reforço reduziu doença grave e hospitalizações por covid-19.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Uma unidade de teste de covid-19 gratuito em Londres (banco de imagens)

A maioria das restrições relacionadas ao coronavírus, incluindo uso obrigatório de máscara, foi retirada na Inglaterra nesta quinta-feira (27), após o governo britânico ter dito que seu programa de vacinação de reforço reduziu doença grave e hospitalizações por covid-19.

Publicidade

A partir desta quinta-feira, máscaras não são mais exigidas por lei em qualquer lugar na Inglaterra, e uma exigência de passes de covid-19 para entrada em clubes noturnos e em outros locais de larga escala foi suspensa.

Na semana passada, o governo retirou sua orientação para as pessoas trabalharem de casa, assim como uso de máscara nas salas de aula.

As chamadas medidas “Plano B” foram introduzidas em dezembro do ano passado para impedir que a rápida propagação da variante ômicron sobrecarregasse serviços de saúde e ganhar tempo para a população receber sua dose de reforço.

O Secretário da Saúde, Sajid Javid, disse que “ao aprendermos a conviver com a covid-19, precisamos observar claramente que esse vírus não está indo embora”.

Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, os quais têm suas próprias regras de saúde pública, similarmente relaxaram suas restrições do vírus.

Fonte: Business Standard

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância