Mais de 6 milhões de mortes pela covid no mundo

Houve um rápido aumento nos últimos 4 meses e os países com os maiores números são EUA, Brasil e Índia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Quarto de hospital para tratamento de paciente com covid (Wikimedia)

De acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, o número de pessoas que morreram pela covid, doença causada pelo coronavírus, ultrapassou 6 milhões em todo o mundo na segunda-feira (7).

Publicidade

Por país, os Estados Unidos têm o maior número com cerca de 958 mil, seguidos pelo Brasil com 652 mil, Índia com 515 mil, Rússia com 349 mil, México com 320 mil, e outros países também com grande número de perdas.

Até segunda-feira o total de óbitos no Japão é de 25.072 pessoas.

O número de mortos no mundo pela covid ultrapassou 5 milhões no início de novembro do ano passado, mas teve um aumento rápido de 1 milhão em 4 meses.

No Reino Unido e na França, o número de infectados continua a diminuir e as regulamentações estão sendo abolidas.

Mas, na Coreia do Sul, os números de novos casos e de mortes foram os piores da epidemia no dia 4, e a situação é grave.

Fontes: ANN e News Digest

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Mais de 1,7 milhão de ucranianos fugiram para a Europa Central, dizem Nações Unidas

Publicado em 8 de março de 2022, em Notícias do Mundo

A Polônia, que tem a maior comunidade ucraniana na Europa Central, recebeu mais de 1 milhão de refugiados desde o início do conflito.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Refugiados ucranianos aguardando permissão para atravessar a fronteira com a Eslováquia, 26 de fevereiro de 2022 (banco de imagens)

Mais de 1,7 milhão de ucranianos que fugiram até agora da invasão da Rússia atravessaram para a Europa Central, disse a Agência de Refugiados das Nações Unidas na segunda-feira (7).

Publicidade

A Polônia, que tem a maior comunidade ucraniana na Europa Central, recebeu mais de 1 milhão de refugiados desde o início do conflito em 24 de fevereiro, com o marco ultrapassado no fim de domingo (6).

“Isso significa um milhão de tragédias, um milhão de pessoas banidas de suas vidas pela guerra”, tuitou o serviço de guarda de fronteira polonês no domingo.

Até agora, um total de 1.735.068 civis, a maioria mulheres e crianças, já que homens ficaram para lutar, atravessaram a fronteira para a Europa Central, disseram as Nações Unidas.

A União Europeia – UE poderia receber cerca de 5 milhões de refugiados ucranianos se o bombardeio da Rússia sobre a Ucrânia continuar, disse o principal diplomata do bloco, Josep Borell. A Rússia chama suas ações na Ucrânia de “operação especial”.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância