Suporte ao governo de Kishida aumenta com resposta à invasão da Ucrânia, mostra pesquisa

Cerca de 70% dos entrevistados em uma pesquisa disseram que aprovavam a resposta do governo em relação à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fumio Kishida assumiu o cargo de primeiro-ministro do Japão em outubro de 2021 (banco de imagens)

O suporte ao governo do primeiro-ministro Fumio Kishida aumentou em geral pela primeira vez em 3 meses, com eleições cruciais a apenas alguns meses, visto que 70% dos entrevistados disseram que aprovavam sua resposta em relação à invasão da Ucrânia pela Rússia.

Publicidade

Cerca de 67% dos entrevistados que participaram de uma pesquisa no último fim de semana conduzida pelo site Nikkei e a TV Tokyo disseram que aprovavam a resposta do governo à invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro, a qual a Rússia chama de “operação militar especial”. Na pesquisa, que é conduzida em uma base mensal, apenas 22% desaprovaram.

No geral, o suporte para Kishida, que assumiu o poder em outubro de 2021, situou-se a 61%, um aumento de 6 pontos percentuais em relação há 1 mês.

O Japão aplicou sanções sobre vários indivíduos russos e organizações, assim como disse que revogaria o status de negócios da Rússia de nação mais favorecida – um contraste a sua resposta branda à anexação russa da Crimeia em 2014 sob a administração do ex-primeiro-ministro Shinzo Abe.

O forte suporte também é uma boa notícia para Kishida, um ex-ministro de Relações Exteriores, antes de uma eleição crucial para o parlamento da câmara alta em julho.

Fonte: Nippon

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Garoto morre após cair de brinquedo de parque nos EUA

Publicado em 28 de março de 2022, em Notícias do Mundo

Um garoto dd 14 anos morreu após cair de uma torre de queda livre de um parque em Orlando, na Flórida, disseram autoridades.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A Orlando Free Fall de 131 metros de altura (Facebook/Florida Police Scanner)

Um garoto de 14 anos morreu após cair de uma torre de queda livre de um parque de diversões em Orlando, na Flórida, disseram autoridades.

Publicidade

Testemunhas chamaram a polícia após verem uma pessoa cair ao chão da Orlando Free Fall por volta das 23h de 24 de março.

O Gabinete do Xerife do Condado de Orange disse depois que um adolescente havia sido levado para o hospital, onde ele morreu em decorrência de seus ferimentos.

“Em um primeiro momento pensamos que era alguma peça da atração ou qualquer outra coisa até chegarmos mais perto e ver uma pessoa no chão. Todos ficaram em pânico e começaram a gritar”, disse Montrey Williams, um funcionário do parque, ao FOX 35 Orlando.

Um vídeo transmitido pelo programa Today da NBC parece mostrar passageiros na atração discutindo problemas com a contenção do cinto. O brinquedo então começou a subir.

O Departamento de Agricultura da Flórida, que supervisiona parques de diversão com exceção dos temáticos, iniciou uma investigação.

A atração de 131 metros de altura, que abriu em dezembro de 2021, é descrita pelo site do Icon Park como “a torre de queda livre mais alta do mundo”. Ela acomoda até 30 pessoas e as leva até a parte central da torre enquanto gira. Assim que chega ao topo, os assentos se inclinam para frente e a queda ocorre a uma velocidade de 120Km/h, de acordo com o site do parque.

“Estamos absolutamente tristes e devastados com o que aconteceu, e nossos sentimentos vão para a família desse jovem”, disse John Stine ao Associated Press em 25 de março, diretor de vendas junto ao Slingshot Group, que é dono da atração.

Fonte: National Post

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência