Países atraentes para investir: Brasil e Japão no ranking dos 25 melhores

Uma parte dos países desenvolvidos aparece no topo do ranking, mas também há outros em desenvolvimento e emergentes.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa (Piqsels)

A empresa de consultoria de gestão A.T. Kearney divulgou recentemente os resultados do Índice de Confiança de Investimento Direto de 2022 (FDICI), os quais mostram os melhores destinos de investimento, em um ranking dos 25 países mais atraentes.

Publicidade

Este ano, os Estados Unidos mantiveram sua primeira posição, a Alemanha emergiu em segundo lugar e o Canadá caiu para o terceiro lugar. 

Paul A. Laudicina, autor do relatório de pesquisa FDICI, fundador do Global Business Policy Council (GBPC) e think tank da A.T. Kearney, teceu seu comentário.

“A pandemia causada pelo novo coronavírus está agora em seu terceiro ano, e os investidores parecem ter aumentado suas expectativas para a economia global e o fluxo de investimento direto estrangeiro em relação ao ano retrasado”, pontuou.

“No entanto, os temores do esperado aumento dos preços das commodities, o aumento das tensões geopolíticas e a inflação prolongada se tornaram realidade em apenas alguns meses no início deste ano, além da ação militar da Rússia na Ucrânia”, analisou.

A última pesquisa da FDICI tem alguns pontos cegos sobre as mudanças iminentes, mas mostra a visão de líderes empresariais, incluindo empresários globais, que são os sujeitos da pesquisa.

Investidores escolhem países transparentes e estáveis

Não há indicações claras de como o sentimento dos investidores mudou desde o início do conflito na Ucrânia, mas alguns fatos continuam a deslocar o investimento direto estrangeiro para os mercados desenvolvidos e a regulá-lo. Espera-se que os investimentos sejam feitos em mercados transparentes e estáveis. 

De fato, quando os investidores escolhem os destinos do investimento estrangeiro direto, eles citam a transparência das regulamentações governamentais e a ausência de corrupção como as condições mais importantes, analisou.

Pelo exposto, não é à toa que os Estados Unidos estão no topo do ranking do FDICI nos últimos 10 anos consecutivos, com Alemanha e Canadá em segundo e terceiro lugares respectivamente, seguidos por Japão e Inglaterra.

Vinte e um países, incluindo os nove primeiros, são considerados países desenvolvidos. Esses mercados desenvolvidos mostraram força em situações de crise, tornando-os uma opção mais segura para líderes empresariais cujas estratégias e lucros foram abalados pela pandemia.

Ranking dos top 25

Ranking da publicação original (reprodução Kearney)

Veja o ranking dos 25 países mais atraentes para investir.

  1. Estados Unidos
  2. Alemanha
  3. Canadá
  4. Japão
  5. Inglaterra
  6. França
  7. Itália
  8. Espanha
  9. Suíça
  10. China (incluindo Hong Kong)
  11. Austrália
  12. Nova Zelândia
  13. Suécia 
  14. UAE ou Emirados Árabes Unidos
  15. Holanda
  16. Coreia do Sul
  17. Bélgica
  18. Singapura
  19. Portugal
  20. Áustria
  21. Dinamarca
  22. Brasil
  23. Noruega
  24. Qatar
  25. Irlanda
Fontes: Dime e Kearney

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Príncipe herdeiro e princesa do Japão visitam o Santuário de Ise em Mie

Publicado em 21 de abril de 2022, em Sociedade

A visita de Akishino e Kiko foi para informar a conclusão de cerimônias que proclamaram a ascensão do príncipe herdeiro ao primeiro na linha ao trono.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O príncipe e a princesa herdeiros visitaram o Ise Jingu nesta quinta-feira, 21 de abril (FNN)

O príncipe herdeiro Akishino e a princesa herdeira Kiko visitaram o Ise Jingu, um principal santuário xintoísta na província de Mie, nesta quinta-feira (21) para informar a conclusão de cerimônias que proclamaram a ascensão do príncipe herdeiro ao primeiro na linha ao trono.

Publicidade

As cerimônias “Rikkoshi-no-Rei” foram concluídas em novembro de 2020. O príncipe herdeiro subiu para o primeiro na linha ao trono imperial após a entronização de seu irmão mais velho, o imperador Naruhito, em maio de 2019.

O príncipe e a princesa visitaram primeiro a área exterior do santuário, chamada Geku, onde o deus do alimento, vestimenta e abrigo, Toyouke-no-Omikami, é consagrado. O casal então avançou para o saguão principal Seiden, onde eles realizaram um ritual xintoísta de oferendas, o tamagushi e fizeram orações.

Após isso, o príncipe e a princesa visitaram a área interna do santuário, a Naiku, onde o ancestral imperial mítico Amaterasu-Omikami é consagrado, para oferecer orações da mesma maneira.

Inicialmente, a Agência da Casa Imperial considerou organizar a visita do casal ao Ise Jingu logo após as cerimônias Rikkoshi-no-Rei, mas o plano foi adiado devido à propagação do coronavírus.

O cronograma da viagem do casal foi estabelecido baseado em orientação de especialistas em doenças infecciosas.

Fonte: Nippon

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência