Assembleia Geral da ONU suspende Rússia do Conselho de Direitos Humanos

A Rússia foi suspensa por relatos de ‘brutas e sistemáticas violações e abusos e direitos humanos’ na Ucrânia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Bandeira da Rússia (ilustrativa/banco de imagens)

A Assembleia Geral das Nações Unidas suspendeu na quinta-feira (7) a Rússia do Conselho de Direitos Humanos por relatos de “brutas e sistemáticas violações e abusos e direitos humanos” na Ucrânia, levando Moscou a anunciar que estava renunciando.

Publicidade

A pressão liderada pelos EUA apurou 93 votos a favor, enquanto 24 países votaram não e 58 se abstiveram.

Uma maioria de um terço dos membros votantes na Assembleia Geral de 193 membros em Nova Iorque – sem contar abstenções – era necessária para suspender a Rússia do Conselho de Direitos Humanos sediado em Genebra.

Falando após o voto, o vice-embaixador da Rússia nas Nações Unidas, Gennady Kuzmin, descreveu a ação como uma “ação ilegítima e politicamente motivada” e então anunciou que a Rússia havia decidido sair do Conselho de Direitos Humanos.

Suspensões são raras. A Líbia foi suspensa em 2011 por causa da violência contra manifestantes pela forças leais do então líder Muammar Gaddafi.

A embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, Linda Thomas-Greenfield disse que a organização “enviou uma mensagem clara que o sofrimento das vítimas e sobreviventes não serão ignorados”.

Fonte: Channel News Asia

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Líder da máfia japonesa é preso nos EUA

Publicado em 8 de abril de 2022, em Notícias do Mundo

A investigação dos EUA sobre as conexões de Takeshi Ebisawa a narcóticos e tráfico de armas estava acontecendo desde 2019.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustrativa (banco de imagens)

Autoridades nos EUA prenderam o líder de um sindicato do crime japonês sob acusações de conspirar para distribuir drogas nos EUA e comprar armas, incluindo mísseis superfície-ar produzidos no país, disseram procuradores na quinta-feira (7).

Publicidade

Procuradores federais em Manhattan disseram que Takeshi Ebisawa, de 57 anos, o qual eles descreveram com um líder da máfia japonesa, a yakuza, e um co-conspirador concordaram em comprar os mísseis para grupos rebeldes em Myanmar durante conversas com um agente disfarçado da Drug Enforcement Administration –DEA.

As armas eram destinadas a proteger os envios de drogas, de acordo com uma queixa criminal revelada na quinta-feira (7).

Ebisawa planejava distribuir heroína e metanfetamina nos EUA, disseram procuradores.

“As drogas eram destinadas às ruas de Nova Iorque, e os envios de armas para facções em nações instáveis. Membros desse sindicato do crime internacional não podem mais colocar vidas em perigo e enfrentarão justiça pelas suas ações ilícitas”, disse o procurador dos EUA Damian Williams em um comunicado de imprensa.

Ebisawa e 3 co-conspiradores foram presos em Manhattan nesta semana. Os 4 homens enfrentam um máximo de prisão perpétua por acusações relacionadas a armamento internacional e tráfico de narcóticos.

A investigação do DEA sobre as conexões de Ebisawa a narcóticos e tráfico de armas estava acontecendo desde 2019 e abrangeu o globo.

Escritórios da DEA em 6 países e 3 continentes estavam envolvidos, assim como autoridades da lei no Japão, Tailândia e Indonésia.

Fonte: Straits Times, Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência