Hamamatsu terá em breve uma fábrica gigante da Asti

A Asti, que produz componentes elétricos de veículos, informou sobre a construção de uma nova fábrica na cidade de Hamamatsu.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Projeto da nova fábrica de Hamamatsu (NewSwitch)

A Asti informou sobre a construção de uma nova fábrica para produzir peças destinadas aos veículos elétricos, de 2, 3 e 4 rodas, em Kita-ku, cidade de Hamamatsu (Shizuoka).

Publicidade

O valor do investimento é de 4 bilhões de ienes, em um terreno de 22.635 metros quadrados, com 3 andares, no total de 19,6 mil ㎡ de área útil. 

A nova fábrica deverá ficar pronta no final de fevereiro de 2023 e entrará em operação em abril do mesmo ano. Para responder ao movimento global de descarbonização, a Asti fortalecerá o sistema de produção e P&D (pesquisa e desenvolvimento) de peças relacionadas.

A expectativa é de gerar 300 novos postos de trabalho para a produção de inversores, conversores, carregadores e outros dispositivos indispensáveis aos veículos elétricos.

A construção começou em 17 de maio.

Fontes: divulgação, NewSwitch e Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Fenômeno do mar rosado em Okinawa

Publicado em 23 de maio de 2022, em Sociedade

Foi um presente da natureza para os moradores de uma ilha, os quais puderam apreciar esse fenômeno que ocorre uma vez ao ano.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Mar rosado, por volta das 9h de sábado, em Alla Hama (cedida por leitor do Okinawa Times)

Na manhã de sexta-feira (20), nas áreas de Alla Hama e do porto do vilarejo e ilha Ie (Okinawa), os residentes e turistas puderam ver de perto o fenômeno do mar rosado, carregado de um ar misterioso.

Publicidade

Essa é uma das características do vilarejo situado na ilha, somente nesta época do ano, desde que tenha três condições: lua cheia, maré alta e vento sul. Tanto que no dia seguinte, sábado, como o vento mudou, o cenário desapareceu.

Quando esse fenômeno aparece, as pessoas podem sentir um cheiro forte de pescado, mas para os residentes tem uma característica particular. Eles chamam de cheiro de corais, tanto que podem pressentir antes da chegada do fenômeno.

Esse tom rosado nas águas é causado pela grande desova dos corais, a qual ocorre entre maio e junho. Tokunari Miyazato, 68, que mora nas proximidades, disse que “senti um cheiro único que veio do lado de fora. Saí e fui à praia, quando a vi toda tingida de rosa”.  

O acesso à vila de Ie (Iejima) é de ferry, a partir do terminal de balsa de Motobu, ao norte da ilha principal de Okinawa.

Alla Hama (cedida por leitor do Ryukyu Shimpo)

Fontes: Ryukyu Shimpo e Okinawa Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância