Sony busca produção recorde de PlayStation 5

A Sony planeja aumentar as vendas globais do PS5 em 57%, para 18 milhões de unidades.

A Sony planeja aumentar as vendas globais do PS5 em 57% (banco de imagens)

O Grupo Sony busca aumentar a produção do console de jogos PlayStation 5 (PS5) a uma escala sem precedentes após uma crise de chips global ter causado uma produção mais fraca do que o antecipado.

Publicidade

A Sony planeja aumentar as vendas globais do PS5 em 57%, totalizando 18 milhões de unidades, para o ano fiscal que termina em março de 2023.

Os males da rede de fornecimento e a escassez de semicondutores causarão limitações, mas “a situação está começando a melhorar”, disse Jim Ryan, CEO da subsidiária Sony Interactive Entertainment do grupo.

O PS5 é produzido no Japão e na China. Para se proteger contra riscos no lado da produção, a Sony disse que ela obteve material de várias fornecedoras. Ela também se engajou continuamente em negociações para garantir uma rede de logística adequada, disse a companhia.

Em outro lugar, a Sony disse que aumentará a capacidade de produção em uma fábrica de sensores de imagem na província de Nagasaki.

O mercado para sensores de imagem usados em smartphones de alta gama deve crescer em uma média de 10% por ano até 2030, de acordo com a Sony. Veículos autônomos vão acelerar a demanda para esses componentes.

A Sony planeja ¥900 bilhões (US$7.07 bilhões) em despesas de capital em sensores de imagem por 3 anos até o ano fiscal de 2023, aumentando a projeção anterior em ¥200 bilhões.

A empresa também decidiu investir em uma nova fábrica de chips que está sendo construída pela Taiwan Semiconductor Manufacturing Co., a maior fabricante de chips por contrato do mundo, na província de Kumamoto.

Fonte: Asia Nikkei

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Japão registra primeiro dia ‘extremamente quente’ deste ano

Publicado em 29 de maio de 2022, em Tempo

Dias extremamente quentes são definidos como aqueles quando as temperaturas sobem para 35ºC ou mais.

(Ilustrativa/banco de imagens)

Os termômetros passaram de 35ºC em duas cidades no leste do Japão neste domingo (29), marcando o primeiro dia “extremamente quente” do país neste ano, de acordo com a Agência de Meteorologia.

Publicidade

A temperatura máxima do dia foi de 35.2ºC na cidade de Takasaki (Gunma) e em Sano (Tochigi). Dias extremamente quentes são definidos como aqueles quando as temperaturas sobem para 35ºC ou mais.

A cidade central de Tajimi (Gifu), registrou 34.9ºC, reescrevendo a alta recorde do local para maio.

Dentre outras grandes cidades, o distrito de Chiyoda (Tóquio), a cidade de Osaka e Nagoia (Aichi) registraram 31.2ºC, 31.8ºC e 33.1ºC, respectivamente. Os três lugares tiveram um dia de “meados de verão”, quando a temperatura máxima é de 30ºC ou mais.

Fonte: Nippon, Jiji

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros