Calor perigoso continua na terça-feira

O governo já emitiu alerta de insolação para 9 províncias na manhã de terça-feira.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Imagem ilustrativa de mulher tomando água (Wikimedia)

O Ministério do Meio Ambiente (ENV) e a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) emitiram um alerta de insolação na terça-feira (28) para as províncias de Yamanashi, Fukui, Tokushima, Ehime, Shimane, Nagasaki, Oita, Kumamoto, Kagoshima e Okinawa.

Publicidade

Destas, as províncias de Yamanashi, Fukui, Tokushima, Ehime, Shimane, Nagasaki, Kumamoto e Kagoshima (excluindo a região de Amami) tiveram o primeiro anúncio deste ano.  

Como o risco de insolação é particularmente alto nessas áreas, a recomendação é de tomar todas as medidas possíveis para evitar insolação, como o uso diligente do sal integral, hidratação e o uso do ar-condicionado em ambientes fechados.   

O Japão está coberto da área de alta pressão, além dos fortes raios solares. Por isso, a temperatura diurna deverá subir para cerca de 35ºC. O calor se torna perigoso quando os termômetros marcam mais de 33 graus Celsius.

As áreas em vermelho escuro são as com previsão de 30 a 35 graus, enquanto as de roxo poderão ter temperatura superior a 35ºC.

Cuidado com as áreas em vermelho escuro e roxo (Tenki)

Fontes: WeatherNews e Tenki

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Rússia promete resposta às sanções do Japão

Publicado em 28 de junho de 2022, em Notícias do Mundo

Embaixador russo criticou a ação do Japão e culpou Tóquio por destruir relações entre os dois países.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Bandeiras do Japão e Rússia (banco de imagens)

A Rússia prometeu na segunda-feira (27) atingir o Japão com contramedidas em resposta à imposição de sanções de Tóquio contra Moscou pela sua invasão à Ucrânia.

Publicidade

O Japão se juntou ao Ocidente em atingir a Rússia com um pacote de sanções sem precedentes nos 4 meses desde o início na guerra na Ucrânia.

O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, anunciou as mais recentes medidas na segunda-feira, incluindo uma proibição sobre importações russas de ouro e novos congelamentos de bens.

O embaixador da Rússia no Japão criticou a ação e culpou Tóquio por destruir relações entre os dois países.

Sanções são “imediatistas e prejudicam o Japão em si”, principalmente a comunidade de negócios”, disse o embaixador Mikhail Galuzin.’

“Certamente, um aumento em uma política hostil à Rússia será levado em consideração por nós em nossa abordagem ao Japão e não ficará sem resposta”, acrescentou.

A Rússia respondeu às sanções radicais do Ocidente com uma série de ações de retaliação, incluindo a proibição de entrada para jornalistas, políticos e figuras de negócios dos EUA, Reino Unido e Canadá.

Fonte: Channel News Asia

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência