Jornalista russo vende sua medalha do Nobel para ajudar crianças ucranianas

A medalha do Prêmio Nobel da Paz de 2021 do jornalista russo Dmitry Muratov foi vendida em um leilão por US$103,5 milhões.

Jornalista russo vende sua medalha do Prêmio Nobel da Paz por US$103,5 milhões para beneficiar crianças ucranianas (@Quicktake)

Dmitry Muratov, editor-chefe russo do jornal independente Novaya Gazeta, leiloou na segunda-feira (20) sua medalha de ouro do Prêmio Nobel da Paz por US$103,5 milhões para beneficiar crianças refugiadas pela guerra na Ucrânia.

Publicidade

A medalha foi para as mãos de um arrematante por telefone ainda não identificado na venda em Nova Iorque organizada pela Heritage Auctions.

Muratov conquistou o prêmio em 2021 junto com a jornalista Maria Ressa das Filipinas, com o comitê honrando ambos “pelos seus esforços em proteger a liberdade de expressão”.

Ele estava entre um grupo de jornalistas que fundou a Novaya Gazeta em 1993 após a queda da União Soviética.

Neste ano, ele se tornou o único grande jornal restante que criticou Vladimir Putin e suas táticas dentro e fora do país.

Em março, mais de um mês após a invasão da Ucrânia, a Novaya Gazeta suspendeu operações na Rússia, após Moscou ter adotado lei para prender qualquer um que criticasse a campanha militar sangrenta do Kremlin.

Em abril, Muratov foi atacado em um trem quando uma pessoa jogou sobre ele tinta à base de óleo com acetona, causando queimadura em seus olhos.

A medalha de Muratov estava disponível para arrematantes pessoalmente e online, com todos os recursos sendo destinados para a Resposta Humanitária para Crianças Ucranianas Refugiadas pela Guerra da UNICEF.

Fonte: Channel News Asia

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Ossos humanos no saco de lixo, descobertos por um funcionário da empresa de coleta

Publicado em 22 de junho de 2022, em Sociedade

O funcionário classificava o lixo quando viu ossos humanos dentro do saco plástico.

Empresa coletora do lixo (JNN)

Por volta das 10h40 de terça-feira (21), um funcionário de uma empresa de coleta de lixo situada em Adachi-ku, Tóquio, relatou para seu colega que encontrou “algo como um crânio humano em um saco plástico”, quando fazia a classificação. 

Publicidade

O que foi informado ligou para o 110 para relatar a ocorrência. Os policiais foram enviados para o local e conferiram o conteúdo. 

Havia uma parte do crânio e da mandíbula, com odor fétido de podridão, segundo a informação.

O Departamento de Polícia Metropolitana de Tóquio os encaminhou para análise a fim de verificar a identidade e se é ou não um caso criminal.  

Segundo a polícia, os ossos parecem ser de um adulto, sem evidência de cremação. 

Dentro desse saco plástico de cor branca, sem transparência, não havia mais nada além dos ossos humanos.

Fontes: Sankei, Asahi e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!