Menina de icônica foto da guerra do Vietnã passa por último tratamento de pele

Phan Ti sobreviveu milagrosamente a queimaduras de terceiro grau que cobriram grande parte de seu corpo.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Kim Phuc Phan Ti foi fotografada por um jornalista em 8 de junho de 1972 (Wikimédia Commons/Nick Ut)

A menina vietnamita vista em uma das fotografias de guerra mais icônicas da história passou pelo seu último tratamento de pele em uma clínica em Miami nesta semana, 50 anos após ela ter sido atingida por um bombardeio de napalm.

Publicidade

Kim Phuc Phan Ti, agora com 59 anos, foi fotografada por um jornalista em 8 de junho de 1972 correndo em direção à câmera e chorando após o ataque que a deixou coberta com queimaduras de terceiro grau. Ela tinha 9 anos na época e se tornou comumente conhecida como Menina de Napalm.

Seus ferimentos a deixaram com dores por grande parte de sua vida, levando-a a buscar vários tratamentos pelos últimos anos para aliviar seu sofrimento. Ela recebeu o último deles na quinta-feira (29).

Phan Ti disse à CBS News que ela se lembra claramente de estar brincando com outras crianças naquele dia em 1972 quando soldados vietnamitas começaram a gritar para elas correrem.

Ela e outros estavam fugindo de um ataque norte-vietnamita fora do vilarejo de Trảng Bàng quando a força aérea sul-vietnamita confundiu o grupo com soldados do norte e atacou com bombas napalm.

Foi quando o fotógrafo Nick Ut, atualmente com 71 anos, tirou a foto que chocaria o mundo na capa da New York Times.

Após tirar a foto, Ut e vários jornalistas na cena levaram Phan Ti e muitas crianças feridas para um hospital da região Saigon.

Lá, os médicos disseram a ele que a menina queimada não aguentaria.

Contudo, Phan Ti se manteve forte, e após um ano no hospital e cerca de 20 cirurgias ela foi liberada, mas seria cerca de 10 anos e várias outras cirurgias antes de poder se mover de forma adequada.

Antes de se mudar para o Ocidente, Phan Ti queria se tornar médica e estudou medicina em uma universidade no Vietnã.

Ela foi vista como “símbolo nacional de guerra” e era supervisionada diariamente, usada em propagandas e sujeita a constantes entrevistas como um exemplo do barbarismo do Ocidente e ideologia anticomunista.

Durante uma estada no Canadá, ela e o marido Bui Huy Toan, que era um colega estudante que ela conheceu em Cuba, decidiram buscar asilo e então cidadania, e eles tiveram dois filhos em Toronto.

Em 2015 ela buscou tratamento para dor com a Dra. Jill Zwaibel em Miami. Sabendo da história de Phan Ti, Zwaibel concordou em realizar tratamentos de graça.

“Agora, 50 anos depois, não sou mais uma vítima da guerra, não sou a menina Napalm”, disse Phan Ti.

“Agora sou uma amiga, uma ajudante, uma avó e agora uma sobrevivente pedindo por paz”.

Fonte: Daily Mail

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Segundo dia consecutivo de anúncio de tufão, desta vez o 4.º do ano

Publicado em 1 de julho de 2022, em Tempo

O quarto tufão do ano passará sobre Okinawa e deverá seguir para o arquipélago principal.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Tufões de número 3 e 4, formados na quinta e sexta-feira (AMJ)

Depois do tufão Chaba, o terceiro e único de junho, a Agência de Meteorologia do Japão (AMJ) informou sobre a formação do quarto do ano, chamado de Aere, nome atribuído pelos Estados Unidos, o que significa tempestade no idioma das Ilhas Marshall.

Publicidade

O Aere, primeiro tufão de julho, se formou às 10h31 de sexta-feira (1.º), no Oceano Pacífico, ao sul do Japão, tem pressão atmosférica central de 1.002hPa, velocidade máxima do vento de 25m/s e raios de 330km a leste e 220km a oeste.

No sábado (2) deverá passar próximo às Ilhas Minami Daito e no dia seguinte, domingo (3), de manhã, sobre Naha, a capital de Okinawa. A província já está sob chuva. Mas à medida que o tufão Aere se aproxima o arquipélago deverá ter chuvas torrenciais e tempestade, causando risco de desastres como deslizamentos.

Depois, a previsão é que se mova em sentido ao norte, pelo Mar da China Meridional e afete uma parte de Kyushu, mas ainda não se pode afirmar como será seu curso.

No entanto, pela sua influência, os dias ensolarados poderão mudar para chuva, em Kyushu, Shikoku e outras regiões, entre 5 e 6, por isso, a recomendação é ficar atento ao seu movimento.  

Fontes: AMJ, News Digest e WeatherNews

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência