Sexta-feira: 23 mil novos casos de coronavírus no Japão

A diferença a mais foi de 7,1 mil novos casos em relação à sexta-feira da semana passada.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

SARS-CoV-2 (CDC)

O Japão teve 23.156 testados positivo para o novo coronavírus na sexta-feira (1.º), aumentando a soma cumulativa para 9.355.632 pessoas infectadas nesta epidemia.

Publicidade

O governo informou que o aumento é visível em 29 das 47 províncias, incluindo Tóquio, Osaka, Aichi, Okinawa e outras.

As províncias com maiores números são as listadas abaixo.

  1. Tóquio: 3.546
  2. Osaka: 2.135
  3. Okinawa: 1.543
  4. Kanagawa: 1.519
  5. Aichi: 1.294
  6. Fukuoka: 1.292
  7. Saitama: 1.133
  8. Hyogo: 1.070
  9. Chiba: 1.026

Outras províncias com números preocupantes.

  • Kumamoto: 843
  • Hokkaido: 641
  • Quioto: 448
  • Kagoshima: 413

Óbitos, recuperações e pacientes em tratamento

O dia teve 21 óbitos, sendo 5 em Kanagawa, 3 em Kumamoto, 2 em Tóquio, 1 em Mie, em Quioto, em Saitama, em Gifu, além de outras províncias.

São 174.385 pacientes em tratamento, dos quais 52 estão em estado grave.

Em contrapartida, são 9.149.946 pessoas recuperadas da covid.

Na quarta-feira (29) foram realizados 52.994 testes PCR.

Veja os dados dos testados positivo, por província no Japão.

REGIÃO
PROVÍNCIA TOTAL
Hokkaido 641
Tohoku
Aomori 255
Iwate 73
Miyagi 218
Akita 26
Yamagata 73
Fukushima 82
Kanto
Ibaraki 243
Tochigi 127
Gunma 143
Saitama 1.133
Chiba 1.026
Tóquio 3.546
Kanagawa 1.519
Hokuriku
Niigata 119
Toyama 67
Ishikawa 147
Fukui 97
Koshin
Yamanashi 60
Nagano 104
Tokai
Gifu 280
Shizuoka 374
Aichi 1.294
Mie 248
Kinki
Shiga 152
Quioto 448
Osaka 2.135
Hyogo 1.070
Nara 153
Wakayama 188
Chugoku
Tottori 95
Shimane 355
Okayama 191
Hiroshima 385
Yamaguchi 175
Shikoku
Tokushima 78
Kagawa 114
Ehime 285
Kochi 129
Kyushu
Fukuoka 1.292
Saga 334
Nagasaki 357
Kumamoto 843
Oita 243
Miyazaki 258
Kagoshima 413
Okinawa 1.543
Aeroportos 25
TOTAL GERAL 23.156
Fontes: News Digest e NHK

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Coreia do Norte culpa ‘itens estranhos’ perto da fronteira com o Sul para surto de Covid

Publicado em 1 de julho de 2022, em Ásia

Um soldado de 18 anos e uma criança foram identificados como os primeiros casos positivos desse surto.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Prédio coloridos em Pyongyang (banco de imagens)

A Coreia do Norte anunciou nesta sexta-feira (1º) que seu surto de covid-19 começou quando dois residentes tocaram “coisas estranhas” perto da fronteira sul-coreana, de acordo com a mídia estatal.

Publicidade

A nação pobre reconheceu publicamente em maio que o vírus havia ultrapassado suas fronteiras pela primeira vez, embora seja difícil avaliar a situação real no local devido ao regime opaco e seu isolamento do mundo.

A Sede de Prevenção de Epidemias de Emergências da Coreia do Norte, que vem investigando o surto, disse que havia iniciado o trabalho na área de Ipho-ri do Condado de Kumgang, ao norte da Zona Desmilitarizada (DMZ) que separa o país da Coreia do Sul.

Um soldado de 18 anos e uma criança de 5 anos na área foram identificados como os primeiros casos positivos desse surto, e começaram a apresentar sintomas após entrarem em contato com “itens incomuns” em um montanha perto da fronteira em abril, de acordo com o relatório de investigação, divulgado pela agência de notícias KCNA.

O relatório não especificou do que se tratavam “as coisas estranhas”, mas enfatizou a necessidade de “lidar atentamente com itens incomuns trazidos pelo vento e outros fenômenos climático e balões”, ao longo da fronteira sul da Coreia do Norte.

Enquanto seja possível que as pessoas sejam infectadas através de contato com superfícies ou objetos contaminados, o risco é geralmente considerado baixo, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

Desde que reconheceu suas primeiras infecções, a Coreia do Norte reportou mais de 4,7 milhões de “casos de febre”, mas afirma que a grande maioria se recuperou completamente.

Fonte: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência