Praia com proibição de nado por causa do aparecimento de tubarão

Um salva-vidas viu um tubarão, por isso, a prefeitura decidiu proibir o nado e outras atividades na praia.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Praia sendo curtida só nas águas rasas (FNN)

Em plena temporada de praias, na terça-feira (2), a Prefeitura de Kamisu (Ibaraki), informou que a de Hikawahama (日川浜海水浴場) continua aberta, mas com proibição de nadar.

Publicidade

E o motivo é por uma causa justa. No dia anterior, um salva-vidas em patrulha com a moto aquática viu um tubarão de 50 a 60 centímetros no mar, a cerca de 300 metros da areia.

Por questão de segurança dos banhistas está proibido nadar nessa praia, até segunda ordem.

Ainda não há previsão da liberação e a informação é de que continuará com o patrulhamento até que se confirme que a praia está segura para os banhistas.

A praia de Hikawahama muito procurada no verão, tanto pelo público que quer curtir o mar, quanto pelos pescadores e amantes do lazer outdoor pois tem uma área de camping. 

Fontes: FNN e Pref. Kamisu

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Hino, unidade da Toyota, falsificou dados de emissões por cerca de 20 anos

Publicado em 3 de agosto de 2022, em Sociedade

A Hino admitiu que tem falsificado dados de emissões e desempenho de combustível por um período mais longo e em mais modelos do que ela admitiu anteriormente.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O número de veículos que a Hino terá que chamar para recall devido a uma performance de motor em agravamento provavelmente aumentará de 47.000 para 67.000 (NHK)

A fabricante japonesa de caminhões Hino Motors, unidade da Toyota Motors, disse na terça-feira (2) que tem falsificado dados relacionados a emissões de motores a combustão e desempenho de combustível por um período mais longo e em mais modelos do que ela admitiu anteriormente, complicando a situação da companhia para reconstruir sua gestão e restaurar credibilidade.

Publicidade

A companhia tornou público um relatório feito por um comitê investigativo composto por advogados externos os quais descobriram casos adicionais de fraude.

Satoshi Ogiso, presidente da Hino, pediu desculpas por falhar em perceber a fraude ao longo dos anos. “Eu gostaria de considerar a tomada de ação rigorosa em relação à nossa responsabilidade com a gestão, incluindo eu mesmo, e a gerência passada”, disse ele.

A fabricante de caminhões anunciou em março que 4 tipos de motores testados desde o fim de 2016, e 8 modelos de caminhões e ônibus equipados com esses motores, apresentavam irregularidades em suas emissões e eficiência de combustível declaradas.

O relatório concluiu que pelo menos uma das fraudes relacionadas a emissões remonta a outubro de 2003 quando novos regulamentos entraram em vigor. O número de veículos que serão recolhidos provavelmente aumentará do original de 47.000 para 67.000.

A fraude resultou em um prejuízo líquido de ¥84,7 bilhões (US$648 milhões) no ano fiscal que terminou em março passado, o maior déficit na história da companhia.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência