Hino, unidade da Toyota, falsificou dados de emissões por cerca de 20 anos

A Hino admitiu que tem falsificado dados de emissões e desempenho de combustível por um período mais longo e em mais modelos do que ela admitiu anteriormente.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O número de veículos que a Hino terá que chamar para recall devido a uma performance de motor em agravamento provavelmente aumentará de 47.000 para 67.000 (NHK)

A fabricante japonesa de caminhões Hino Motors, unidade da Toyota Motors, disse na terça-feira (2) que tem falsificado dados relacionados a emissões de motores a combustão e desempenho de combustível por um período mais longo e em mais modelos do que ela admitiu anteriormente, complicando a situação da companhia para reconstruir sua gestão e restaurar credibilidade.

Publicidade

A companhia tornou público um relatório feito por um comitê investigativo composto por advogados externos os quais descobriram casos adicionais de fraude.

Satoshi Ogiso, presidente da Hino, pediu desculpas por falhar em perceber a fraude ao longo dos anos. “Eu gostaria de considerar a tomada de ação rigorosa em relação à nossa responsabilidade com a gestão, incluindo eu mesmo, e a gerência passada”, disse ele.

A fabricante de caminhões anunciou em março que 4 tipos de motores testados desde o fim de 2016, e 8 modelos de caminhões e ônibus equipados com esses motores, apresentavam irregularidades em suas emissões e eficiência de combustível declaradas.

O relatório concluiu que pelo menos uma das fraudes relacionadas a emissões remonta a outubro de 2003 quando novos regulamentos entraram em vigor. O número de veículos que serão recolhidos provavelmente aumentará do original de 47.000 para 67.000.

A fraude resultou em um prejuízo líquido de ¥84,7 bilhões (US$648 milhões) no ano fiscal que terminou em março passado, o maior déficit na história da companhia.

Fonte: Asia Nikkei

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Fabricante alemã visa mercado de veículos elétricos comerciais no Japão

Publicado em 3 de agosto de 2022, em Sociedade

A alemã ZF tem a intenção de desenvolver uma rede de fornecimento completa dentro do Japão, variando de design a produção.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A ZF é a terceira maior fabricante de autopeças do mundo (banco de imagens)

A fabricante de autopeças alemã ZF deve entrar no mercado japonês de veículos elétricos (VEs) comerciais em 2026, fornecendo caminhões elétricos de pequeno porte e vans para companhias de entrega locais, soube o site Nikkei em reportagem divulgada na terça-feira (2).

Publicidade

A ZF, a terceira maior fabricante de autopeças do mundo, visa alcançar pedidos para 10 mil VEs ao ano até 2030. Ela tem a intenção de desenvolver uma rede de fornecimento completa dentro do Japão, variando de design a produção.

A medida poderia marcar a chegada de mais fabricantes estrangeiras de veículos elétricos no Japão, um mercado onde montadoras locais ficam para trás do resto do mundo no lançamento de VEs comerciais.

A ZF decidiu entrar no mercado japonês porque há menos competição e a infraestrutura está prontamente disponível para produção de veículos. Na China, em contraste, a competição é mais feroz e há um grave risco de interrupções no fornecimento devido à política zero Covid do país.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância
Kumon - aprenda nihongo por correspondência