Sete vezes mais estrangeiros chegaram no Japão no primeiro semestre de 2022

Os números mostram que o relaxamento das medidas de fronteira está facilitando a vinda dos estrangeiros ao Japão, incluindo os brasileiros.

Imagem meramente ilustrativa do visto para entrar no Japão (Flickr)

A Agência dos Serviços de Imigração, sob o guarda-chuva do Ministério da Justiça do Japão (MOJ), anunciou na sexta-feira (14) o total de estrangeiros que entraram no país, no período de janeiro a junho de 2022.

Publicidade

O número de pessoas foi de 388.893, 7 vezes mais do que no mesmo período do ano anterior, que foi de 55.104 estrangeiros.

Isso reflete o relaxamento gradual das medidas de fronteira contra a epidemia do novo coronavírus, desde março deste ano. Mas, se comparar ao primeiro semestre de 2019, antes da pandemia, o número é ainda muito pequeno, pois foi de 14.985.170 estrangeiros. 

No entanto, mostra que está acontecendo a recuperação da vinda dos estrangeiros para o trabalho e estudos.

O ranking mostra o seguinte quadro de entrada:

  • Os vietnamitas lideram a lista dos estrangeiros com 76.852 pessoas
  • China com 56.567
  • Nepal com 29.638
  • Indonésia com 29.553
  • Filipinas com 23.836
  • Coreia do Sul com 22.572
  • Estados Unidos com 22.442

Da América do Sul vieram 6.407 pessoas, sendo 4.724 brasileiros, 554 peruanos e 1.129 de outros países, com vistos diversos, como estudante, permanente, de cônjuge japonês, entre outros.

Fonte: MOJ

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Apple congela planos de usar chips de empresa chinesa em meio à pressão política

Publicado em 17 de outubro de 2022, em Notícias do Mundo

A medida ocorre em meio à mais recente rodada de controles de exportação dos EUA imposta contra o setor tecnológico chinês.

A medida da Apple ocorre em meio à mais recente rodada de controles de exportação dos EUA (ilustrativa/banco de imagens)

A Apple congelou planos de usar chips de memória da Yangtze Memory Technologies (YMTC) da China em seus produtos, disseram várias fontes ao site Asia Nikkei.

Publicidade

A medida ocorre em meio à mais recente rodada de controles de exportação dos EUA imposta contra o setor tecnológico chinês e é um sinal de que a repressão de Washington está criando um efeito desencorajador na rede de fornecimento.

A Apple já havia concluído seu processo de meses para certificar memória flash 3D NAND de 128 camadas da YMTC para uso em iPhones quando o governo dos EUA revelou as restrições de exportações mais rigorosas contra a China no início deste mês, disseram várias fontes.

A memória flash NAND é um componente fundamental encontrado em todos os dispositivos eletrônicos desde smartphones e computadores a servidores.

Os chips de 128 camadas da YMTC são de longe os mais avançados fabricados por uma empresa chinesa, embora ainda estejam uma ou duas gerações atrás dos de líderes mercado como a Samsung Electronics e a Micron.

Fonte: Asia Nikkei

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros