Montadoras japonesas ainda continuam enfrentando escassez de semicondutores

Por causa desse problema ainda sem solução, todas fizeram revisão de vendas reduzindo os números iniciais.

Imagem ilustrativa do Yaris da Toyota, 0KM (HP)

As 7 montadoras do Japão divulgaram suas previsões de lucros consolidados para o ano fiscal que termina em março de 2023 e todas revisaram suas vendas para cima. Refletindo a desvalorização do iene, seis delas, exceto a Toyota, também revisaram seu lucro operacional e lucro líquido para cima. 

Publicidade

Por outro lado, as previsões de vendas foram revisadas para baixo por seis fabricantes, não incluindo a Suzuki. Enquanto não há perspectiva de resolver o grave problema da escassez de semicondutores, cada montadora de automóveis está tentando pensar em maneiras de mudar projetos e rever os modelos que vendem, mas a expectativa é que a situação difícil continue.

Todas as montadoras deverão fechar seus balanços com lucros acima do planejado por causa da variação cambial favorável para elas, devido à desvalorização do iene.

O diretor e executivo sênior da Mazda, Katsuhiro Moro, explicou: “Embora não tenhamos conseguido aumentar o número de unidades produzidas devido aos problemas com a cadeia de suprimentos, avançamos na melhoria da lucratividade”.

As vendas anuais da Suzuki para o ano fiscal que termina em março de 2023 devem ultrapassar 4 trilhões de ienes pela primeira vez. Toshihiro Suzuki, presidente da empresa, disse: “Os resultados financeiros foram bons, mas são resultado de esforços como reorganizar a produção em meio à escassez de semicondutores“.

A Toyota deixou inalteradas suas projeções para lucro operacional e lucro líquido. A montadora espera um aumento nos lucros devido à deterioração da moeda japonesa e à redução de custos, mas a queda nas vendas e nos custos associados ao fim da produção na Rússia pressionarão os custos para baixo.

Seis empresas revisaram seus números de vendas globais para baixo. A Nissan reduziu a produção em 300 mil unidades, para 3,7 milhões de unidades. “As interrupções na cadeia de suprimentos estão melhorando, mas o ritmo de recuperação é mais lento do que o esperado”, disse Makoto Uchida, presidente da empresa. 

Por outro lado, “a carteira de encomendas nos EUA continua em um nível alto”, disse Tomomi Nakamura, presidente da Subaru.

A Honda teve o número de veículos produzidos no período entre abril e setembro deste ano, voltados para o mercado interno. Já a Mitsubishi teve que reduzir tanto os para o mercado interno quanto no exterior.

Fonte: NewSwitch

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Imensa ‘tartaruga flutuante’ poderia ser um superiate para mais de 60 mil pessoas

Publicado em 15 de novembro de 2022, em Notícias do Mundo

Chamado de Pangeos, o ‘teraiate’ poderia se tornar a maior estrutura flutuante do mundo se alguém for corajoso o suficiente para construí-lo.

A Pangeos teria 550 metros de comprimento e 610 metros em seu ponto mais largo (YouTube/Lazzarini Design)

Planos para um superiate de US$6,8 bilhões que tem o formato de uma tartaruga emergiram.

Publicidade

Chamado de Pangeos, o “teraiate” poderia se tornar a maior estrutura flutuante do mundo se alguém for corajoso o suficiente para construí-lo.

Com espaço para 60 mil convidados, a embarcação teria 550 metros de comprimento e 610 metros em seu ponto mais largo.

Eles poderiam passar a noite em um de seus hotéis, passear no parque e gastar dinheiro em alguns de seus shoppings.

Os designers italianos Lazzarini esperam que seu ambicioso conceito se torne realidade após um financiamento coletivo (crowdfunder), mas a construção levaria 8 anos.

Ele também precisaria de um estaleiro titânico especialmente para o projeto.

“Enquanto navega, as asas largas ganharão energia do quebrar das ondas e o Pangeos cruzará perpetuamente sem emissões em todos os mares do planeta Terra”.

“Além disso, a área de cobertura é alinhada com painéis solares, os quais oferecem parte da energia limpa necessária para o teraiate”.

O nome do teraiate, Pangeos, é em homenagem ao supercontinente que existiu há milhões de anos durante o fim das era paleozoica e início da mesozoica.

Fonte: Metro UK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros