Os países e cidades mais seguros do mundo para visitar em 2023

Os 15 países e cidades mais seguros do mundo para visitar no ano que vem foram determinados usando dados em torno de emergências do clima, terrorismo, medidas de saúde.

Reykjavic na Islândia, a cidade mais segura do mundo para visitar em 2023 (banco de imagens)

Holanda, Dinamarca e Islândia ficam nas três primeiras posições dos países mais seguros para visitar em 2023, de acordo com a lista Safest Places to Travel in 2023 da Berkshire Hathaway Travel Protection (BHTP).

Publicidade

A BHTP determinou os 15 países e cidades mais seguros do mundo para visitar no ano que vem usando dados em torno de emergências do clima, terrorismo, medidas de saúde e a segurança de grupos tradicionalmente subrepresentados, assim como dados da pesquisa de setembro do Estado de Seguro de Viagens.

Muitos dos países para visitar no ano que vem ficam na Escandinávia e no restante da Europa, com apenas 4 outros países localizados fora da Europa.

A lista das 15 cidades mais seguras oferece uma propagação geográfica mais ampla, com cidades como Singapura, Seul e Tóquio na lista.

Países mais seguros para viajar:

  1. Holanda
  2. Dinamarca
  3. Islândia
  4. Austrália
  5. Noruega
  6. Canadá
  7. Alemanha
  8. Suécia
  9. Suíça
  10. Nova Zelândia
  11. Espanha
  12. Irlanda
  13. Emirados Árabes Unidos
  14. Reino Unido
  15. Bélgica

As cidades mais seguras para viajar:

  1. Reykjavik
  2. Copenhague
  3. Montreal
  4. Amsterdã
  5. Seul
  6. Singapura
  7. Tóquio
  8. Berlim
  9. Londres
  10. Sydney
  11. Barcelona
  12. Honolulu
  13. Roma
  14. Dubai
  15. Paris
Fonte: Travel Pulse

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Bombardeiros da Rússia e da China realizam patrulhas conjuntas sobre Mar do Japão

Publicado em 1 de dezembro de 2022, em Notícias do Mundo

Quatro bombardeiros russos e chineses passaram entre a ilha principal de Okinawa e Miyako na quarta-feira.

Bombardeiro Tupolev-95MS da Rússia (Min. Defesa Rússia via JNN)

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou um vídeo de bombardeiros estratégicos capazes de transportar armas nucleares realizando patrulhas conjuntas sobre o Mar do Japão, junto com os da China.

Publicidade

Anunciou que na quarta-feira (30) os aviões de guerra estratégicos do modelo Tupolev-95MS e o da China, o H6, patrulharam em conjunto sobre o Mar do Japão e o Mar da China Oriental.

Segundo informações do Ministério da Defesa do Japão (MOD), 4 bombardeiros passaram entre a ilha principal de Okinawa e a de Miyako, depois avançaram para o Oceano Pacífico. Fizeram isso duas vezes. 

O MOD continua monitorando a movimentação desses 2 países à medida que avançam para fortalecer a cooperação militar.

Os voos desses bombardeiros duraram 8 horas e, também confirmados pelo governo chinês. Foi a primeira vez que usaram os aeródromos um do outro durante o patrulhamento conjunto. 

Esta parece ser a segunda vez em 2022 que realizam esse patrulhamento conjunto, já que ocorreu também em maio. “É baseado em um plano de cooperação militar com a China e não visa um terceiro país”, informou o ministério da Rússia

Outro bombardeiro (MOD via NHK)

Fontes:  NHK e JNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros