Pais revoltados com maternal que revelou abusos com bebê só 3 meses depois

Segundo os relatos, foram 3 professoras que cometeram uma lista de 15 tipos de abuso contra um aluninho de apenas 1 ano.

Maternal Sakura Hoikuen, onde ocorreram os abusos contra um bebê (FNN)

Em um maternal e jardim de infância situado na cidade de Susono (Shizuoka), o Sakura Hoikuen (さくら保育園), descobriu-se que 3 professoras cometeram abusos contra um bebê, de 1 ano de idade.

Publicidade

Segundo os relatos, elas seguraram repetidamente o bebê pelas pernas, deixando-o de cabeça para baixo; xingavam de “feio”, apontavam estilete, colocavam-no dentro do depósito, batiam a cabeça dele com prancheta, entre outros atos de violência. 

Esses atos de abuso teriam ocorrido entre junho e agosto deste ano, descobertos porque uma das colegas denunciou o que viu à diretoria.

Mesmo diante da gravidade, a instituição só realizou uma reunião explicativa 3 meses depois, na terça-feira (29), com cerca de 30 tutores das crianças.

O clima ficou pesado, pois os pais começaram a questionar mais e mais, com razão. Perguntaram “se fosse com seu filho, o que fariam?” ou se ouviu “estou desesperada para me conter, mas minha vontade é de socar vocês agora”. Pediram para trazer as 3 professoras e a resposta que veio da diretoria é que uma delas sequer atende à porta.

Diretores do maternal em reunião com os pais dos alunos (FNN)

A reunião terminou sem explicações dos motivos do comportamento problemático das professoras do maternal ou qual foi a criança que sofreu o abuso ou que tipos de violência foram, deixando os tutores revoltados.  

Relatos de 15 tipos de abuso e “cala-boca”

Na prefeitura da cidade de Susono foi realizada uma reunião na quarta-feira (30) e a informação é de que será realizada uma auditoria. Se forem confirmadas essas atitudes de abuso, considera-se fazer acusação criminal contra essas 3 professoras, na faixa dos 30 aos 40 anos.

Uma delas pediu demissão, segundo o maternal privado, e as outras duas consideram sair, sendo que uma delas é contratada por tempo determinado e a outra é efetiva.

Segundo os resultados de um levantamento interno, foram cometidos 15 atos de abuso diferentes, tudo “em nome da disciplina”, justificaram as 3 professoras nessa ocasião.

No entanto, essa instituição particular fez as demais professoras e os funcionários assinarem um termo de confidencialidade desses abusos, de forma que o caso não vazasse para fora. Assim, a prefeitura avalia que a instituição escondeu os fatos e considera analisar como caso criminal.

Afinal, além de esconder os abusos dos pais dos alunos, uma criança, ainda bebê, de apenas 1 ano, é totalmente indefesa e tampouco pode narrar o que sofreu. 

Fontes: Asahi, ANN e FNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Zelensky convida Musk para visitar a Ucrânia em resposta a sua sugestão sobre acordo de paz

Publicado em 1 de dezembro de 2022, em Notícias do Mundo

Zelensky convidou Musk para visitar sua nação arrasada pela guerra e ver com seus próprios olhos os danos causados pela Rússia, após sugestão do bilionário sobre acordo de paz.

Resposta de Zelensky após sugestão de Musk sobre acordo de paz (banco de imagens/ Facebook Volodymyr Zelensky)

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky convidou Elon Musk para visitar sua nação arrasada pela guerra e ver com seus próprios olhos os danos causados pela Rússia, após o homem mais rico do mundo ter lançado a ideia de um acordo de paz que ofereceria grandes concessões a Vladimir Putin.

Publicidade

Musk representou um papel importante em restaurar o serviço de internet na Ucrânia após a invasão da Rússia, disse Zelensky em uma conferência do Dealbook do New York Times na quarta-feira (30), dizendo que “a vida foi mantida” graças ao envio de seu sistema de comunicação por satélite Starlink.

Mas um tempo depois, “parece que Musk começou a mudar sua opinião e começamos a ouvir todos os tipos de apelos”, disse Zelensky.

“Eu sempre digo muito abertamente que se você quer entender o que a Rússia fez aqui, venha para a Ucrânia e verá com seus próprios olhos sem quaisquer palavras extras”, disse Zelensky na conferência.

Zelensky estava respondendo a uma pergunta sobre um tuíte que Musk escreveu em outubro expondo uma proposta de paz a qual exigiria que a Ucrânia se mantivesse neutra, concedesse a Crimeia para a Rússia e refizesse eleições em áreas da Ucrânia dominadas pela Rússia.

O presidente ucraniano disse que não sabe se alguém está influenciando o bilionário ou se ele “está fazendo essas escolhas sozinho”.

Fonte: Straits Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros