Trabalhador morre pela explosão no bueiro, a 24 metros de profundidade

O Corpo de Bombeiros foi chamado porque houve uma explosão no canteiro de obras da instalação subterrânea do abastecimento de água.

Bombeiros e policiais na entrada do bueiro onde teve explosão (ANN)

Após as 11h de terça-feira (6) entrou uma ligação para o 119 informando sobre uma explosão no canteiro de obras do Departamento de Águas do Governo Metropolitano de Tóquio em Funabori, Edogawa-ku, Tóquio.

Publicidade

De acordo com o Departamento de Polícia Metropolitana, no momento da explosão, estavam sendo feitas obras para substituir a escada que leva à instalação subterrânea do abastecimento de água dentro do bueiro.

Tanto a polícia quanto os bombeiros resgataram um trabalhador, na faixa dos 50 anos, do local a 24 metros de profundidade, o qual foi levado para o hospital, onde a morte foi confirmada.

Mas, souberam que havia mais um trabalhador, na casa dos 30, a cerca de 20 metros de profundidade, o qual não responde e está sendo realizado o trabalho de resgate. 

O Departamento de Polícia Metropolitana está investigando a suspeita de negligência profissional resultando em morte.

~ Atualização ~ O outro trabalhador foi retirado depois de cerca de 6 horas do comunicado da ocorrência, após as 17h. Seu estado era grave pois estava sem consciência no momento do resgate.

Por volta das 20h a polícia informou que ele morreu no hospital.

Local da obra onde teve explosão e a equipe de resgate em operação (FNN)

Fontes: ANN, FNN e NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Tóquio é nomeada entre um dos melhores destinos do mundo para viajantes com deficiência

Publicado em 6 de dezembro de 2022, em Sociedade

De suas estações de trem de fácil navegação a funcionários municipais solícitos, Tóquio conquistou grandes elogios pelo seu comprometimento à acessibilidade para viajantes com deficiência.

Sinalização no chão para cadeirantes e piso tátil em estação de trem no Japão (ilustrativa/banco de imagens)

“Negócios verdadeiramente inclusivos podem construir sociedades verdadeiramente inclusivas”.

Publicidade

Isso é o que afirma um relatório recente do Valuable 500, uma organização lançada no Fórum Econômico Mundial de 2019 que afirma ser a maior comunidade global de CEOs comprometidos à inclusão de deficiência.

A pesquisa foi conduzida ao entrevistar 3,5 mil viajantes com deficiência física que moram no Reino Unido, EUA, Austrália, China e Japão. A partir dessa pesquisa, os destinos globais de transporte mais inclusivos foram destacados como modelos para seguirem, e os resultados foram divulgados no mês passado.

Junto com Amsterdã, Las Vegas, Paris e outros, Tóquio também foi aclamada como um dos 10 destinos de viagem mais acessíveis do mundo.

Estações de trem em Tóquio relativamente acessíveis e proximidade visível de destinos turísticos a ligações de transporte foram citados pelo relatório Valuable 500 como principais razões pelas quais Tóquio teve alta classificação por viajantes deficientes.

Mas o transporte inclusivo é mais do que rampas e pavimentos tácteis. Barreiras para viagem inclusiva ficam geralmente escondidas. Por exemplo, a pesquisa da Valuable 500 revela que viajantes deficientes estão pagando em média ¥24.736 a mais do que os sem deficiência por seguros de viagem.

“Todos estão em uma jornada quando se fala em buscar acessibilidade”, disse o diretor de comunicações do Valuable 500, Ryan Curtis-Johnson. “Percebemos que a indústria de viagem e turismo está provavelmente atrasada quando se fala em inclusão de deficiência, mas também acessibilidade como um todo.

Fonte: Japan Times

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Life Card - cartão exclusivo para brasileiros