Japão amarga a menor taxa de fecundidade dos últimos anos

O Japão continua amargando declínio populacional e ainda por cima, a menor taxa de fecundidade de uma década e meia.

Imagem ilustrativa (banco de imagens)

A taxa de fecundidade, uma estimativa do número médio de filhos que uma mulher tem ao longo de sua vida reprodutiva, foi de 1,26 no ano de 2022 no Japão, a menor dos últimos 17 anos.

Publicidade

De acordo com o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão (MHLW), houve uma queda de 40.785 recém-nascidos no ano passado, com total de 770.747, o menor número de todos os tempos.

A taxa de fecundidade do país diminuiu pelo sétimo ano consecutivo, ficando com uma média de 1,26 bebês por mulher. O pior tinha sido em 2005, portanto fazia 17 anos que não chegava a essa média.

Entre as províncias, Okinawa teve a maior taxa de fecundidade (1,7) enquanto Tóquio, a menor (1,04).

Por outro lado, houve um aumento de 129.105 óbitos, totalizando 1.568.961 no ano passado, o maior de sempre.

“Reconhecemos que é um problema que não pode ser protelado”, disse um porta-voz do MHLW em relação ao declínio populacional contínuo.

Ademais, o número de casamentos foi de 504.878, o primeiro aumento em três anos. Já o número de casais que se divorciaram foi de 179.096, mostrando queda pelo terceiro ano consecutivo.

Fonte: Asahi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Aumenta o número de mortos e desaparecidos pelos desastres causados pela chuva histórica

Publicado em 5 de junho de 2023, em Tempo

Um dos que morreu é um jovem agricultor cuja casa foi destruída por um deslizamento na cidade de Hamamatsu.

Deslizamento assolou a casa de um agricultor em Hamamatsu (foto de sábado da FNN)

Segundo o levantamento da emissora de tevê FNN, até as 11h30 de segunda-feira (5), foram confirmadas 3 mortes pelos desastres causados pela chuva histórica, cuja frente sazonal foi estimulada pelo tufão número 2.

Publicidade

Os bombeiros e policiais de vários locais continuam procurando as 4 pessoas desaparecidas, como 2 na província de Wakayama e em Kanagawa. Na cidade de Atsugi um homem de 76 anos está sendo procurado em toda a extensão do rio. Outro desaparecido é um homem de 74 anos, da cidade de Iwata (Shizuoka).

Além das vítimas fatais e dos desaparecidos, o tufão e a chuva histórica causaram 42 feridos em todo o país.

As áreas das cidades que foram inundadas ou que tiveram deslizamentos, com prejuízos das casas, estão em fase de remoção dos entulhos desde domingo, com a ajuda dos voluntários.

Os danos materiais foram nas províncias de Ibaraki, Saitama, Aichi, Wakayama e em Okinawa.

Fontes: NHK e FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - junto a comunidade no Japão
Kumon - aprenda japonês e tenha mais oportunidades!