Aérea pede desculpas após passageiros terem sido ‘forçados’ a ficar em assentos sujos de vômito

Detalhes do incidente, que ocorreu a bordo de um voo de Las Vegas a Montreal em 26 de agosto, foram publicados online pela passageira Susan Benson.

Uma aeronave da Air Canada (ilustrativa/banco de imagens)

A Air Canada publicou um pedido de desculpas após duas passageiras terem sido forçadas a sentar em poltronas mal limpas que haviam sido cobertas de vômito em um voo anterior.

Publicidade

Detalhes do incidente, que ocorreu a bordo de um voo de Las Vegas a Montreal em 26 de agosto, foram publicados online pela passageira Susan Benson.

“Sentados na nossa frente havia duas mulheres e um homem que estavam tendo dificuldades para se acomodarem nas poltronas. Tinha um pouco de cheiro ruim, mas não percebemos no começo do que se tratava”. Aparentemente, no voo anterior, alguém havia vomitado naquela área. A Air Canada tentou fazer uma limpeza rápida antes do embarque, mas claramente não conseguiu”, disse Benson em um post no Facebook em 29 de agosto.

“Eles colocaram grãos de café nos bolsos das poltronas e borrifaram perfume para mascarar o cheiro. Quando os passageiros claramente aborrecidos tentaram explicar para a comissária que a poltrona e o cinto de segurança estavam úmidos e que ainda havia resíduos visíveis de vômito na área onde eles ficariam, ela pediu desculpas, mas disse que o voo estava cheio e que não havia nada que eles pudessem fazer”, acrescentou Benson.

Os passageiros e a tripulação “discutiram por vários minutos”, escreveu Benson, antes de um supervisor vir e reiterar que eles deveriam permanecer nos assentos cobertos de vômito porque o voo estava cheio.

Benson continuou a relatar como um piloto então veio para falar com os passageiros, dizendo a eles que “poderiam sair do avião e organizar voos por conta própria, ou eles seriam escoltados para fora pela segurança e colocados em uma lista de exclusão”.

A explicação foi que eles haviam sido “rudes” com a comissária, mas Benson contesta isso.

Embora um passageiro ao lado deles tenha tentado explicar a situação, as duas mulheres foram então escoltadas para fora do avião pela segurança.

A Air Canada disse à rede CNN em uma declaração que havia emitido um pedido de desculpas às clientes, “visto que elas claramente não receberam o padrão de cuidado ao qual tinham direito”.

Fonte: CNN

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Por que há muitos estrangeiros bebendo na rua em Tóquio

Publicado em 6 de setembro de 2023, em Sociedade

As ruas de Shibuya se transformaram em locais de festa, com os jovens bebendo, ouvindo música, dançando, fazendo algazarra e deixando montanhas de lixo.

Dezenas de pessoas bebendo na calçada em frente a uma loja de conveniência, no sábado, dia 2 (ANN)

A prefeitura de Shibuya, Tóquio, está com uma dor de cabeça por causa do aumento significativo de pessoas que se sentam nas calçadas e bebem, fazem bagunça e largam o lixo no local, ao ponto de emitir a “declaração zero perturbação de beber na rua”.

Publicidade

Não existe nenhuma lei que proíba beber nas ruas no Japão, por isso fica difícil reprimir esses atos. A verdade é que do anoitecer ao amanhecer do dia seguinte, são muitas pessoas bebendo e fazendo barulho nas calçadas e ruas. Além disso, deixam pilhas de lixo, impedem a passagem dos pedestres e causam transtornos.

Declaração da prefeitura de Shibuya de ‘zero perturbação de beber na rua’ (JNN)

A média levantada pela prefeitura, entre os meses de junho e agosto, foi de cerca de 2,5 mil pessoas, das quais 886 japoneses e 1.612 estrangeiros (maioria turistas) por dia. “Nos Estados Unidos não se pode beber na rua. Isso é o máximo”, exclamou um entrevistado.

Um japonês na faixa dos 20 disse que “estamos aqui porque não temos dinheiro pra ir a um izakaya”.

“Quando se pensa em Shibuya vem à mente uma latinha na rua. Os estrangeiros pensam que isso é ‘cultural’ e querem vivenciar”, explicou uma japonesa

Patrulha não consegue conter os jovens bebendo nas ruas

Estrangeiros com latas de cerveja na mão, bebendo na calçada em Shibuya (ANN)

“Não é um local de festas, então queremos torná-la uma área onde não haja atmosfera de bebida nas ruas”, disse o prefeito de Shibuya, Ken Hasebe. 

Criou uma equipe de patrulha, das 20h às 5h, avisando as pessoas que não podem ficar bebendo nas calçadas e ruas. Mas, alguns empolgados com essa “liberdade” parecem não se incomodar. “Eles saem de um lugar e vão para outro. Isso parece não ter fim”, desabafou um membro da patrulha da prefeitura.

“Muitos dos turistas estrangeiros acham que isso faz parte da ‘cultura’ japonesa”, disse um porta-voz da prefeitura sobre o assunto. 

A prefeitura está usando as redes sociais populares entre os jovens para divulgação dos bons modos nas ruas e calçadas.

Sujeira por causa do lixo descartado na calçada (JNN)

Fontes: ANN e FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UNINTER - Universidade ONLINE para brasileiros no Japão!