Casos de sífilis no Japão aumentam em ritmo recorde

Embora a sífilis possa levar a sintomas graves se deixada sem tratamento, a doença pode ser curada com uma injeção ou administração oral de antibióticos.

Treponema pallidum é uma espécie de bactéria com forma espiral que causa doenças como sífilis (ilustrativa/banco de imagens)

O número de casos de sífilis, uma infecção bacteriana transmitida principalmente através de contato sexual, continua a aumentar em ritmo recorde no Japão.

Publicidade

De acordo com o Instituto Nacional de Doenças Infecciosas (NIID), havia 12.965 casos de infecção por sífilis desde 12 de novembro.

O número supera aquele para o mesmo período no ano passado, que foi o maior desde 1999 quando o atual método de compilação de dados teve início.

O total anual deve ser uma nova alta recorde pelo 3º ano consecutivo.

Áreas com elevada densidade populacional reportaram mais pacientes, com 3.173 casos em Tóquio e 1.726 em Osaka.

Entretanto, os casos também vêm aumentando em áreas menos populosas desde o ano passado.

Embora a sífilis possa levar a sintomas graves se deixada sem tratamento, a doença pode ser curada com uma injeção ou administração oral de antibióticos.

Grávidas podem passar a infecção para seus bebês, que então podem nascer com sífilis congênita. Relatos de tais casos também estão em alta.

O NIID confirmou 32 casos desde 4 de outubro, ultrapassando o recorde de 23 registrados em 2019.

A Sociedade Japonesa para Doenças Infecciosas Pediátricas criou um manual para testes e tratamento de sífilis congênita, visto que poucos médicos sabem curar a doença.

As gestantes, normalmente, são submetidas a testes de sífilis, mas algumas mulheres podem se infectar durante a gravidez ou não passarem por teste.

Fonte: NHK

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Lançamento do míssil da Coreia do Norte gera alerta no Japão

Publicado em 21 de novembro de 2023, em Sociedade

O lançamento do míssil ou foguete norte-coreano gerou alerta informando que passaria sobre Okinawa.

Bandeira da Coreia do Norte (Wikimedia) e reprodução do alerta de emergência (PM)

Às 22h46 de terça-feira (21), o governo do Japão emitiu alerta de emergência sobre o lançamento de míssil da Coreia do Norte, avisando a população de Okinawa para se abrigar em local seguro e ficar afastado da janela. 

Publicidade

A informação para a população de Okinawa é que em poucos minutos passaria entre a ilha principal e a cidade e ilha de Miwako.

Até as 23h ainda não havia informação se o lançamento foi de foguete com satélite ou míssil.

O alerta de emergência deixou a população de Okinawa em clima de tensão, já que nas ilhas não há local de abrigo no subsolo.

Nessa mesma data, de manhã, a Coreia do Norte avisou o Japão que lançaria o foguete com satélite entre quarta-feira (22) e 1.º de setembro.

Fontes: ANN e NHK

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!