Toyota volta a suspender produção das minivans

A montadora havia retomado a produção da linha das minivans, mas teve que suspendê-la novamente na quarta-feira.

Minivan Noah (reprodução HP)

A Toyota Motor voltou a operar a linha de produção, que ficou suspensa por 2 dias, na quarta-feira (29), conforme havia anunciado.

Publicidade

Trata-se da linha que produz as minivans Noah e Voxy, na sua subsidiária, a Toyota Auto Body, planta de Fujimatsu, na cidade de Kariya (Aichi).

No entanto, na quarta-feira, a montadora informou que voltou a suspender a produção no mesmo dia, explicando que o motivo foi: “Descobrimos que podem ter sido encomendadas peças erradas”.

Para solucionar esse problema, a Toyota Motor suspendeu a produção dessa linha na manhã de quinta-feira (30) também.

A decisão de retomada da produção no turno noturno será decidida em reunião à tarde, depois da avaliação da situação. 

Como essa linha produz também os modelos Alphard e Vellfire, a fabricação deles também está sendo afetada. 

Fontes: Nikkei e NetDenJd

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

‘Nem sino nem spray serviram de nada’, relata vítima de ataque de urso

Publicado em 30 de novembro de 2023, em Sociedade

Uma mulher que foi atacada por um urso teve a metade da pele do rosto praticamente arrancada pelas garras da pata do animal.

Bolotas (PxHere) e urso (Flickr)

Este ano os ursos estão tardando em entrar em hibernação, possivelmente pelas condições climáticas e escassez de alimentos. O número de avistamentos desse animal silvestre na província de Gunma é bem superior ao do ano passado. Só em outubro foram 128 casos relatados.

Publicidade

Uma residente na cidade de Higashiagatsuma (Gunma), 83 anos, relatou como foi atacada por um urso, em outubro deste ano, ficando gravemente ferida.

Ela conta que costuma caminhar 30 minutos todas as manhãs por uma estrada ribeirinha com pouco trânsito. Por volta das 7h30 de 18 de outubro, nesse caminho, viu um enorme urso, diagonalmente à direita, o qual agarrou o rosto. Seus óculos foram derrubados e a pele do lado direito do rosto foi praticamente arrancada.

Sequelas no rosto da vítima de ataque do urso

Depois disso, o urso fugiu, disse ela. Mas teve que ficar hospitalizada 3 semanas para o tratamento dos ferimentos. Até quarta-feira (29), ainda não consegue abrir o olho direito e esse lado do rosto está sem sensibilidade.

Com medo de ser atacada novamente, deixou de caminhar e se assusta com qualquer ruído, achando que é um urso, relatou.

Prevenção não serviu de nada

A idosa, vítima, contou que viu um urso atravessando a rua durante uma caminhada há um ano. Desde então passou a carregar um sino no cinto e o spray para se proteger. Nesse dia do ataque removeu rapidamente e usou, mas “nem sino nem spray serviram de nada”, relatou.

“Percebi que há limites para as medidas individuais que podem ser tomadas”, opinou, com a voz trêmula.

Cuidado com os ursos em dezembro

Este ano a preocupação é com o aparecimento de ursos que não hibernaram ainda.

De acordo com a Divisão de Meio Ambiente Natural da Província de Gunma, este ano o inverno deverá ser ameno, e o alimento dos ursos, as bolotas (donguri), frutos do carvalho e outras árvores, estão escassas. Por isso, esses animais silvestres saem das florestas para buscar comida. A recomendação do responsável por essa divisão é de tomar cuidado com eles em dezembro.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Banco do Brasil - faça remessas com segurança!
Estude NIHONGO com o Kumon!
UNINTER - Faculdade ONLINE no Japão!