Peixes deliciosos do verão no Japão

Os pescados são alimentos saborosos e nutritivos. Em cada estação do ano determinados tipos são mais abundantes. Saiba quais são os do verão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Da esq. p/ dir. sashimi de carapau, peixe assado e à moda italiana (Photozou, Pixabay e Wikipedia)

Incluir os pescados pelo menos uma vez por semana faz bem à saúde. O Ministério da Saúde do Brasil recomenda pelo menos 2 vezes na semana. São nutritivos, saborosos e excelentes fontes de vitaminas A, do complexo B, D, também de minerais, além do importante DHA e EPA.

Publicidade

Ajudam as pessoas na prevenção da depressão, a minimizar risco de AVC e doenças do coração, principalmente os de pele azul.

Conheça os pescados de verão do Japão e veja os respectivos nomes em japonês para facilitar a compra.

Congridae ou congro

穴子 ou あなご, anago

Em japonês ‘anago’ (Mercado de Peixes de Osaka e Flickr)

É um peixe longo, parecido com a enguia, muito saboroso.

Em Portugal tem um prato parecido com peixada brasileira. É cozido com cebola, alho, tomate, folha de louro, azeite de oliva e vinho.

No Japão é apreciado desde a antiguidade e se serve no sushi (depois de um cozimento especial), assado na brasa com molho adocicado e colocado sobre o arroz, assado só com sal, ossos fritos bem crocantes ou casca crocante como se fosse pururuca, entre outros.

Carapau

鯵 ou アジ, aji

Sashimi (Flickr) e o peixe na peixaria (Pixabay)

Este peixe de pele azul é abundante o ano todo mas no verão, até julho, é ainda de pequeno a médio mas cheio de gordura (do bem). Já os pescados no outono e inverno são maiores mas magros. Há subespécies chamadas de maaji (マアジ) e muroaji (ムロアジ), pescados em locais diferentes como Nagasaki, Kagoshima, Wakayama e Shimane.

É muito apreciado em sashimi, mas também assado ou frito.  

Peixe-manteiga

Peixe-manteiga seco (fabricante Kamae Himono)

疣鯛 ou イボダイ, ibodai

Dependendo da região ele tem outros nomes como ebodai em Kanto, shizu em Kansai e mochiuo em Kyushu. Quando pescado no verão está cheio de gordura do bem, tem um aroma da manteiga e carne branca, firme. Na cozinha ocidental pode prepará-lo à la meunière ou salteado na manteiga. Se gosta de sashimi, é uma boa pedida.

Pode encontrá-lo à venda seco (ibodai himono), uma forma de conservá-lo. Pode ser preparado na chapa, assado e até cozido.

Sardinha

鰯 ou いわし, iwashi

Sardinha assada (Pexels) e fresca (Flickr)

Peixe pequeno, a sardinha é riquíssima em ômega 3, que é excelente para o coração, circulação e na prevenção do câncer; uma pequena porção tem mais cálcio que o leite, tem proteínas, vitaminas D e B12, triptofano que é importante para produção da serotonina, entre outras.

Por isso é indispensável na dieta saudável, ainda mais se for fresca, com temporada no verão.

Pode ser preparada de diversas formas: assada, cozida inteira para comer os ossos e espinhos ou frita. Se for fresquinha, o sashimi é delicioso.

Enguia

鰻 ou うなぎ, unagi

Prato típico de verão ‘unagidon’ (Photozou) e a enguia na água (Wikipedia)

A natureza é mesmo muito sábia. No auge do verão, quando as pessoas ficam com fadiga (natsubate) é quando ocorre o pico da pesca da enguia, um peixe que se parece com cobra. Além de ser rica em proteína, é riquíssima em vitaminas A, B12 e D, o que ajuda a combater essa fadiga. Tem também outros nutrientes como minerais e vitaminas, o que a torna indispensável no verão.

É muito popular assada com molho (kabayaki), fatiada sobre o arroz.

Marlim

梶木 ou かじき, kajiki

Marlim (Wikipedia) e salteado servido com salada (Photozou)

Nesta época o marlim pode ser chamado de kajikimaguro (梶木鮪) pelo tamanho e pela carne parecida com a do atum. Mas são peixes distintos. Há uma variedade de tipos como makajiki, gurokajiki, shirokaji e outros.

É riquíssimo em EPA e DHA, proteína, potássio, cálcio, retinol, vitaminas E, B12 e D. Ainda por cima a carne é saborosa, considerada nobre, e pode ser feito sashimi se for fresca.

Nos supermercados é mais fácil encontrar as fatias em bandejas, pois é um peixe grande. O preparo do marlim pode ser assado, cozido, ensopado, empanado ou em moqueca.

Olho-de-boi

間八 ou かんぱち, kanpachi

Sushi de ‘kanpachi’, carne rosada, e o peixe (Wikipedia)

Este peixe, um dos mais saborosos, pode chegar a quase 2 metros. Só é chamado de kanpachi os que têm medida acima de 80cm. Os menores recebem outros nomes.

Considerada carne nobre, quando o peixe é fresco, o sashimi tem um sabor inigualável. Mas também vai bem no shabushabu, sushi, cozido e assado com sal.

Robalo japonês ou Suzuki

鱸 ou すずき, suzuki

Robalo cozido (Kikkoman) e o peixe (Wikipedia)

A característica é a carne branca, saborosa, a qual vai bem em sushi, sashimi, moqueca, cozidos em geral, assados e grelhados.

É pescado de Hokkaido a Kyushu, no mar próximo à foz de algum rio. É um dos peixes preferidos dos pescadores. Dependendo do tamanho e da região pode mudar de nome. Pelas pesquisas é um pescado consumido desde a antiguidade no Japão.

Esses foram alguns dos pescados mais famosos e que podem ser encontrados nas peixarias e supermercados. No preparo combine com as hortaliças de verão e tenha uma refeição saudável.

Tem mais matérias sobre os alimentos do verão (toque sobre as palavras em vermelho): hortaliças e frutas.

Bom verão!

Fontes: Shokuzai e EBC

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Restaurantes e fabricantes de alimentos expandem opções sem carne

Publicado em 16 de junho de 2019, em Sociedade

Opções sem carne em restaurantes e prateleiras de supermercados estão aumentando no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Opções de pratos sem nada derivado de animais estão aumentando em restaurantes (ilustrativa/banco de imagens)

Opções veganas em restaurantes e prateleiras de supermercados estão aumentando no Japão para melhor atender turistas dos EUA e da Europa, onde dietas livres de produtos animais são comuns.

Publicidade

Agora, esforços também estão sendo feitos para criar pratos veganos que também satisfazem os paladares japoneses.

O Ginza Kuki, um restaurante japonês que abriu no outono passado no distrito de Ginza em Tóquio, começou a oferecer um course (prato) vegano em abril.

O course de maio do restaurante (¥12.000) incluía um prato principal de spring cabbage recheado com inhame, tofu, bulbos de lírio e cogumelos Auricularia polytricha cozidos e grelhados com ervas.

O restaurante começou a oferecer opções veganas porque havia recebido solicitações de clientes ocidentais por  culinária japonesa (washoku) vegana.

“Nossa opção vegana é criada para satisfazer os clientes mesmo que os pratos sejam livres de produtos animais”, disse o chef Shota Sato.

“Entretanto, espero que clientes japoneses que normalmente consomem carne também possam desfrutar dela”.

O site de informação de restaurantes Vegewel lista 921 estabelecimentos amigáveis aos veganos desde 18 de maio, alta de 30% dos 716 no fim de abril do ano passado.

“O número aumentou principalmente no início deste ano”, de acordo com um representante da empresa que opera a Vegewel, a Frembassy, com sede em Tóquio. “Os restaurantes estão acelerando esforços para melhor responder às necessidades dos veganos,  já que cada vez mais turistas estrangeiros devem visitar o Japão nas Olimpíadas de Paralimpíadas de Tóquio em 2020”.

A Natural Bar Paprika Vegan Dining  no distrito de Nishi (Osaka) oferece itens no cardápio que parecem bifes de hambúrguer ou ostras fritas, feitos a partir de grãos de soja e cogumelos, dentre outros ingredientes.

O restaurante, que abriu há 5 anos, disse que grande parte de seus clientes são mulheres preocupadas com a saúde e pessoas dos EUA e Europa, assim como um crescente número de turistas muçulmanos que não podem comer carne suína por questões religiosas.

Uma variedade de produtos feitos com grãos de soja e outros ingredientes com base em vegetais que imitam os sabores da carne foram desenvolvidos.

Em março, a Hikari Miso na província de Nagano lançou o “Yasai Soboro” – vegetais da estação picados e congelados – feitos a partir de um produto à base de fava da Finlândia. A variedade inclui três sabores: simples, mexicano e carê. A fabricante de missô disse que ele pode ser usado em pizzas e em gyoza, dentre outros pratos.

Contudo, pessoas que seguem uma dieta vegana rigorosa devem exercer cuidado, de acordo com um especialista médico.

A médica Keiko Nakamoto, especialista em nutrição no Hospital Adventista de Tóquio, disse que dietas as quais consistem apenas de alimentos com base em plantas quase não oferecem vitamina B12 necessária para manter a saúde sanguínea, ou vitamina D, que garante a eficácia da absorção do cálcio.

“Você pode desfrutar de um estilo de vida saudável se você tomar suplementos ou preparar pratos levando em consideração seu conteúdo nutricional”, disse ela.

Fonte: Yomiuri

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância