Chawanmushi, iguaria tradicional do Japão

Leve, saboroso e nutritivo, o chawanmushi é sofisticado e acompanha um dos pratos mais famosos do Japão, o sushi.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Nutritiva e saborosa iguaria japonesa, de fácil preparo (Zexy Kitchen)

Essa espécie de pudim quente é de fácil preparo, é saboroso e nutritivo. Os ingredientes como o frango e camarão variam de acordo com a região. Indispensáveis são o kamaboko e mitsuba, a folha que se parece com a salsinha. Esta receita é para 2 porções. Caso queira aumentar a receita, basta multiplicá-la.

Publicidade
  • 4 ginnan (castanha do gingko) já fervidos
  • 2 ramos de mitsuba
  • 2 cogumelos shiitake
  • 2 fatias de kamaboko (cerca de 1 cm)
  • 1 filé de frango
  • 1 camarões
  • 1 colher de chá de saquê
  • ½ colher de chá de shoyu branco

Ingredientes para o caldo

  • 150 ml de caldo de katsuo seco (pode comprar pronto ou preparar em casa)
  • ¼ colher de chá de sal
  • ½ colher de chá de shoyu

Modo de preparar o chawanmushi

Antes de entrar no preparo do chawanmushi, é preciso deixar os “recheios” prontos.

  • Limpe e remova o nervo do filé de frango
  • Corte em tamanho de 5 mm e deixe de molho com o saquê e o shoyu branco
  • Os camarões devem ser lavados, remova a casca e a barrigada. Passe-os em amido de milho ou batata para tirar qualquer cheiro. Depois lave-os em água corrente e remova completamente a água. Separe
  • Introduza cortes rasos e decorativos no shiitake. Se eles forem grandes, corte-os ao meio
  • Os ramos da folha mitsuba devem ser cortados em cerca de 10 cm de comprimento e fazer um laço, reserve

Agora é a vez de preparar o caldo que, ao ser cozido no vapor, se transforma em espécie de pudim quente e salgado.

  • Numa tigela quebre o ovo, use-o inteiro
  • Com a ajuda de um garfo, quebre a gema e misture com a clara, sem bater
  • Quando os dois estiverem bem misturados, acrescente os ingredientes para o caldo
  • Misture novamente, sem bater para não espumar

A próxima etapa é colocar os “recheios” nos recipientes de porcelana, com tampa, para o cozimento. Se seus recipientes não têm tampa, não se preocupe. Cubra-os com pedaços de papel alumínio. Primeiro coloque o shiitake, depois o frango, em seguida o kamoboko, o camarão e, por fim, o ginnan. Os ramos de mitsuba devem ser deixados para o final.

Acrescente o caldo preparado até cerca de 80% do recipiente, para não derramar.

Para cozinhar o pudim em banho-maria, pegue uma panela, forre-a com um tecido branco ou toalha de papel e coloque os recipientes de porcelana com tampa. Pegue uma jarra com bico e coloque água.

Despeje a água na panela, devagar. O ideal é colocar água até a metade dos recipientes.

Cubra a tampa com um tecido para cozinhar no vapor.

Acenda a chama do fogão e o primeiro minuto deve ser de fogo forte. Depois abaixe-o para fraco e cozinhe por mais 5 a 7 minutos. Para saber se está no ponto, espete um palito de bambu. Se ele sair apenas com um leve líquido transparente, está no ponto. Desligue.

Cuidado na hora de retirar os recipientes quentes da panela.

Remova as tampas, decore com mitsuba e sirva ainda quente. Bom apetite!

Fonte e fotos: Zexy Kitchen

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

Número de residentes estrangeiros no Japão bate recorde

Publicado em 4 de novembro de 2017, em Comunidade, Economia

Aproximadamente 2,5 milhões de estrangeiros residem no Japão.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Em meados de outubro, o MOJ-Ministério da Justiça anunciou o número de residentes estrangeiros em junho de 2017. Segundo o relatório, os cidadãos de nacionalidade estrangeira que residem no Japão por mais de três messes equivalem a 2.471.458 pessoas. Em relação ao ano passado, houve o aumento de 88.636 cidadãos, sendo o maior já registrado.

Publicidade

De acordo com o ministério, a transição da população de residentes estrangeiros aumentou imensamente conforme os anos. Entre 2012 e 2013, houve o aumento de aproximadamente 32 mil residentes. Entre 2013 e 2014 cerca de 55.000, entre 2014 e 2015 aproximadamente 110 mil e entre 2015 e 2016 em torno de 150 mil pessoas.

Se esse número continuar crescendo nesse ritmo, espera-se que ultrapasse os 2,5 milhões no final de 2017. Caso se concretize, a comunidade estrangeira terá quase a mesma quantidade de residentes de Quioto, a décima terceira província mais populosa do Japão, com aproximadamente 2,6 milhões de cidadãos.

As províncias com maior número de estrangeiros seguem a ordem: Tóquio, Aichi, Osaka e Kanagawa. Contudo, o crescimento não se limita apenas aos centros convencionais.

Entre o fim de 2016 e o primeiro semestre de 2017, as províncias de Aomori, Kumamoto, Saga e Ishikawa tiveram o aumento de 7,5%, 6,8%, 6% e 5,7%, respectivamente. Os maiores aumentos foram observados nas províncias cuja comunidade estrangeira é relativamente pouco numerosa. Por outro lado, as províncias de Nagasaki e Tottori registraram queda no número de estrangeiros nos últimos meses.

Entre os tipos de visto, os mais numerosos foram os “permanente” e “residência especial” (referente a cidadãos que perderam a nacionalidade japonesa após a Segunda Guerra Mundial), com 738.661 e 334.298 pessoas, respectivamente. Os residentes temporários (teijusha) totalizaram 173.317 cidadãos.

Para mais informações, clique aqui e abra o relatório completo do MOJ (em japonês).

Veja também:

Fonte: Yahoo

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Empregos no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
UniFCV Japão - Educação a distância