Legisladores dos EUA chegam a um acordo sobre novas sanções contra a Coreia do Norte

Neste ano, a Coreia do Norte conduziu sua sexta e mais poderosa detonação nuclear e testou vários mísseis balísticos, incluindo intercontinentais, que poderiam atingir os EUA.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Neste ano, a Coreia do Norte conduziu sua sexta e mais poderosa detonação nuclear e testou vários mísseis balísticos, incluindo intercontinentais (ANN/reprodução)

Senadores Republicanos e Democratas dos Estados Unidos disseram que chegaram a um acordo na quarta-feira (1º) sobre um novo pacote de sanções direcionado à Coreia do Norte, e que o Comitê Bancário do Senado agiria sobre a legislação na próxima semana, enquanto o presidente Donald Trump está em sua primeira viagem pela Ásia desde que assumiu o poder.

Publicidade

Dentre as medidas, a “Lei Otto Warmbier de 2017 de Restrições Bancárias que Envolvem a Coreia do Norte”, em homenagem ao estudante norte-americano que morreu após ter sido preso no país isolado, fortaleceria e expandiria as sanções existentes e intensificaria a supervisão do Congresso sobre a Coreia do Norte.

A medida também aplicaria sanções sobre instituições financeiras estrangeiras, como bancos chineses, que forem descobertas fornecendo serviços a qualquer indivíduo alvo das sanções relacionadas à Coreia do Norte realizadas pelo Congresso dos Estados Unidos, por uma ordem executiva presidencial ou resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A nova lei de sanções exigiria que Trump, ou qualquer outro presidente dos Estados Unidos, notificasse comitês parlamentares sobre qualquer intenção de encerrar ou suspender as sanções. Ela também exigiria que o presidente apresentasse relatórios regulares sobre o sistema para transações de licenciamento e instruções regulares para o Congresso pela administração.

A comunidade internacional vem trabalhando para elaborar uma resposta aos programas nuclear e de míssil da Coreia do Norte que não envolve ação militar potencialmente catastrófica.

Neste ano, a Coreia do Norte conduziu sua sexta e mais poderosa detonação nuclear e testou vários mísseis balísticos, incluindo intercontinentais (ICBMs) que, se aperfeiçoados, poderiam atingir potencialmente os Estados Unidos.

Fonte: Agência Reuters
Imagem: ANN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Brasileira desaparecida em Shizuoka

Publicado em 2 de novembro de 2017, em Comunidade

Universitária brasileira, da cidade de Kosai, está desaparecida desde terça-feira. A polícia está fazendo a busca, mas a mãe pede colaboração à comunidade.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Universitária brasileira de Washizu (Shizuoka) desaparecida desde terça-feira, 31 de outubro (fotos cedidas)

A universitária brasileira Djheiny Kuriyama, 20 anos, residente em Washizu, na cidade de Kosai (Shizuoka) está desaparecida desde terça-feira (31).

Publicidade

Segundo a mãe, ela estava vestida com uma blusa azul, casaco beige e calça preta. Ela tem 1,72 m de altura e cabelos pretos. Uma outra característica é que a jovem brasileira é tímida. Na terça-feira Djheiny deixou a mãe na clínica, às 14h50, e mais tarde entraria no trabalho, às 16h.

Por volta das 16h50, o chefe foi até a casa da família procurando por ela. “Minha filha nunca faltou ao trabalho e tudo ela nos comunica ou teria ligado. Por isso o chefe veio até aqui. Ele foi à polícia também”, declarou a mãe, Maria Kuriyama.

No mês passado Djheiny teria aberto uma conta na rede social Line. “A partir daí começou a receber mensagens estranhas. Ela mostrou para o pai. Meu marido viu e foi até o posto policial”, conta a mãe. “Eram mensagens em japonês, parecendo ser de aliciadores”, relata.

A recomendação da polícia foi trocar o número do smartphone. E isso foi feito na segunda-feira (23), junto com o pai. “Por um tempo ela estava tranquila, mas nos disse que tinha a sensação de estar sendo perseguida”, conta a mãe.

Por conta disso, a recomendação dos pais foi que ela usasse o carro para ir trabalhar, mesmo sendo próximo de casa. Na terça-feira ela dirigia o veículo Serena, para ir ao trabalho. A mãe não sabe o que ocorreu no trecho entre a clínica onde foi deixada até o trabalho.

A polícia tem mantido a família informada das ações, mas até as 10h desta quinta-feira (2) ainda não há notícia dela. A localização da filha pelo smartphone está difícil, pois está desligado ou sem bateria.

O apelo da mãe é que se alguém vê-la ou encontrá-la, por favor, ligue para ela. O telefone para contato é 090-6469-4499, com Maria. Ou, pode enviar uma mensagem para ela, através do seu perfil no Facebook: https://www.facebook.com/maria.kuriyama.5

Atualização no sábado (4): a mãe informou que sua filha foi encontrada pela polícia. Ela está bem, mas não pode contar os detalhes a pedido das autoridades. A mãe agradece pelo apoio. 

Foto: cedida

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância