Estreia de trem turístico entre Tottori e Shimane e as belezas da região San’in

Novo trem turístico oferece aos visitantes a oportunidade de apreciar paisagens incríveis do Mar do Japão, do Monte Daisen e do Lago Shinji, desfrutando dos charmes da região San’in.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustração da parte externa do trem, colorido de azul para representar o oceano e os céus da região San’in (West Japan Railway Co.)

Um novo trem turístico permitirá aos visitantes absorverem paisagens incríveis do Mar do Japão, do Monte Daisen e do Lago Shinji (Shinji-ko) e desfrutar dos charmes da região San’in.

Publicidade

O Ametuchi (あめつち), que é formado por dois vagões que podem acomodar até 59 passageiros, fará uma viagem de ida e volta por dia entre as estações de Tottori (província homônima) e Izumoshi (Shimane) na linha San’in da West Japan Railway (JR West) principalmente aos sábados, domingos e segundas-feiras.

O trem estará em funcionamento a partir de 1º de julho. Ele viajará a uma velocidade de 80km/h, mas reduzirá para 25 ou 45km/h quando passar pelos trechos Mar do Japão e Monte Daisen (Nawa-Daisenguchi), Lago Shinji (Nogi-Tamatsukuri Onsen) e Rio Hii (Naoe-Izumoshi).

O trem sairá da estação de Tottori com destino a Izumoshi às 9h e partirá de Izumoshi para Tottori às 13h41, fazendo paradas em estações de trens expressos limitados.

O que o trem vai oferecer

O interior do trem incluirá artesanatos tradicionais das províncias de Tottori e Shimane, ambas na região Sanin. As luzes no teto serão cobertas com papel japonês Inshu para criar uma iluminação suave, enquanto azulejos Sekishu serão usados para decorar as mesas.

Cedro japonês de Chizu (Tottori) e pinheiros pretos cultivados em Oki (Shimane) serão usados para as paredes e lados da janela.

Marmitas (bentô) preparadas com ingredientes especiais da região Sanin, aperitivos e bebidas serão vendidos dentro do trem.

Ilustração do interior do trem destaca artesanatos tradicionais da região San’in (West Japan Railways Co.)

Valores

Embora o Ametuchi não seja operado como um trem expresso limitado, para entrar a bordo dele, o passageiro terá que pagar a tarifa normal e uma adicional para um bilhete de primeira classe (green car) para um assento reservado.

Por exemplo, adultos pagam 5.270 ienes quando usam um trem expresso limitado que conecta as estações de Tottori e Izumoshi. Mas eles terão que pagar 4.540 ienes pelo Ametuchi.

Os bilhetes começarão a ser vendidos nos guichês da JR e outros locais um mês antes da data de início dos serviços.

Fonte: Asahi
Imagem: West Japan Railways

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Garoto com autismo constrói maior réplica do mundo do Titanic com peças de Lego

Publicado em 18 de abril de 2018, em Notícias do Mundo

O avô e a mãe do garoto da Islândia ajudaram no trabalho. Doações da família e de amigos permitiram que ele comprasse todos os blocos de Lego.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

A réplica do Titanic de Brynjar Karl Bringsson mede 7,6 metros de comprimento e 1,5 metro de altura (Titanic Pigeon Forge via CNN)

A maior réplica do mundo do Titanic feita com peças de Lego foi construída em mais de 700 horas – 11 meses – por um garoto de 10 anos de Reiquiavique, Islândia, que tem autismo.

Publicidade

Ele fez sua estreia americana na segunda-feira (16) no Titanic Museum Attraction em Pigeon Forge, no Tennessee.

Brynjar Karl Bigisson, agora com 15 anos, construiu a réplica com 56 mil peças de Lego. Ela mede 7,6 metros de comprimento e 1,5 metro de altura.

O lembra da época que brincava com peças de Lego por horas quando tinha cinco anos de idade. “Às vezes construía vendo instruções, e outras vezes usava minha própria imaginação”, disse ele.

O avô de Brynjar, Ludvik Ogmundsson o ajudou a construir a réplica (Bjarney Ludviksdottir via CNN)

Na época ele gostava muito de trens, mas mudou quando seu avô, Ludvik Ogmundsson, o levou para pescar de barco, despertando o interesse e apreciação por navios. Naquela época Brynjar tinha 10 anos, ele sabia que tudo lá era conhecer sobre o Titanic.

“Quando viajei com minha mãe ao Legoland na Dinamarca e vi pela primeira vez todos aqueles incríveis modelos enormes de casas e aviões famosos, locais e navios, eu então provavelmente comecei a pensar sobre construir meu próprio modelo de Lego. Naquela época eu tinha 10 anos, eu comecei a pensar em construir o modelo Titanic de Lego em tamanho grande”, disse Brynjar.

O projeto foi uma questão de família, com o avô Ogmundsson, engenheiro, e a mãe Bjarney Ludviksdottir dando uma ajuda.

Doações da família e amigos permitiram que ele comprasse todos os blocos de Lego. Brynjar disse que foi capaz de abraçar seu autismo através da construção da réplica do Titanic.

Antes de iniciar o projeto, ele teve dificuldades na comunicação, a qual ele diz que o deixou triste e distante. Agora, ele tem confiança e está dando entrevistas sobre sua conquista.

Fonte e imagens: CNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância