Jardinagem termina em morte trágica

Um acidente tira a vida de um homem, em Gunma. Estava mexendo com serra elétrica no trabalho de jardinagem e cortou sua perna.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Homem perdeu a perna no acidente com serra elétrica e morreu no local (Pixabay)

Um homem estava ajudando a vizinha a cuidar do seu jardim, na terça-feira (1.º), na cidade de Annaka (Gunma). Por volta das 9h10 a dona da casa chamou pela esposa dele, de 73 anos.

Publicidade

Ao ver a situação chamou pelo socorro ligando para o 119. Takeo Nakazawa, 77 anos, aposentado, estava usando uma serra elétrica. Acidentalmente cortou sua própria perna. Teve hemorragia e morreu no local.

Segundo a polícia equipamento elétrico tinha serra circular, de 20 a 30cm de diâmetro.

A polícia está verificando detalhes da causa do acidente.

Fonte: Sankei
Foto: Pixabay

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Esposas almoçam melhor do que maridos, no Japão

Publicado em 2 de maio de 2018, em Sociedade

Elas almoçam em lugares mais caros. Saiba quanto os casais separam para o dinheiro a ser gasto livremente, o ‘okozukai’.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Marido compra bentô de loja de conveniência enquanto esposa pode gastar mais para almoçar (Flickr e Wikimedia)

No Japão ainda é costume a esposa gerenciar a economia doméstica. O marido entrega todo o seu salário para a esposa e é ela quem determina quanto gastará para almoçar diariamente e os trocados que ele pode gastar à vontade, por mês. Nas famílias onde o casal trabalha fora, o controle ainda está com ela, em 62% delas.

Publicidade

Uma empresa de seguros, Meiji Yasuda Seimei, divulgou os resultados de uma pesquisa sobre economia doméstica, na terça-feira (1.º). Realizada em abril, entrevistou 1.620 pessoas, de ambos os sexos, casadas, na faixa dos 20 aos 70 anos.

Aumento da mesada

O okozukai (お小遣い) faz parte da cultura do Japão. É uma espécie de mesada entregue aos filhos, netos, marido e também para a esposa. O marido costuma gastar em cigarro, café e para beber à noite com os colegas. A esposa gasta para comprar coisas para si.

Mesada do marido é maior do que da esposa (Flickr)

O okozukai do marido, apurado na pesquisa, é maior do que o da esposa. A média dos maridos é de 34.699 ienes, enquanto das esposas, de 19.376 ienes. Apesar de não parecer muito, houve um aumento médio de 1.955 ienes em relação ao ano passado.

A pesquisa também levantou quanto eles gostariam de ganhar para gastar livremente. Os homens responderam 48.245, enquanto as esposas,  27.984 ienes.

Almoçam com mais requinte

No orçamento para o almoço os maridos estão em desvantagem. Elas costumam gastar mais do que eles. A média de gasto dos maridos, para um almoço é de 777 ienes. Enquanto que suas esposas desembolsam 1.263 ienes em média.

Boa parte, cerca de 30%, recebe somente uma moeda de ¥500 para almoçar, enquanto outros percentuais ficam na casa dos 600 e 700 ienes. Uma fatia de 17% pode se dar ao luxo de gastar entre mil a 1,5 mil ienes para o almoço.

Por outro lado, 37% das esposas gastam entre 1 a 1,5 mil ienes e 36% pagam mais de 1,5 mil ienes para almoçar. Pelos resultados, as esposas se dão o direito de desfrutarem de um horário pessoal com mais requinte.

Fonte: divulgação
Fotos: Flickr e Wikimedia 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância