Incríveis obras de arte já tomam conta de arrozais em província no Japão

As plantações de arroz com as obras de arte terão o melhor momento para visualização em meados de agosto.

Cenas famosas do filme “A Princesa e o Plebeu” tomam conta de arrozais na cidade de Inakadate, província de Aomori (Mainichi)

Cenas famosas do filme “Roman Holiday” (A Princesa e o Plebeu, título em português)  e personagens de anime do lendário animador Osamu Tezuka foram elaboradas criativamente em campos na cidade de Inakadate (Aomori), após arroz de diferentes cores terem sido plantados no início de junho e atingido o auge.

Publicidade

A obra de arte nos arrozais foi criada usando 11 variedades de arroz, em sete cores. Um dos trabalhos caracteriza George Peck como repórter e Audrey Hepburn como a Princesa Anne montados em uma scotter, passeando pela cidade de Roma enquanto visitam a Boca da Verdade, assim como outras cenas do filme.

Personagens de anime do lendário animador Osamu Tezuka (Mainichi)

De acordo com o governo municipal de Inakadate, as plantações de arroz com as obras de arte terão o melhor momento para visualização em meados de agosto.

Plataformas de observação para dois trabalhos de arte estão aberta das 9h às 17h, mas o horário será mais longo, das 8h30 às 18h, entre 14 de julho e 31 de agosto.

A arte em arrozais  vem ganhando muita atenção nos últimos anos, e outros governos municipais e organizações no Japão têm realizado eventos similares para revitalizar suas regiões.

Toque aqui para ver onde ficam essas belas obras de arte em Aomori.

Fonte e imagem: Mainichi

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Chuva histórica, causa dos ‘desastres severos’

Publicado em 12 de julho de 2018, em Informações

O primeiro-ministro reconheceu e designou como áreas de desastres severos as províncias mais afetadas. Foram 519 movimentos de massa. Sobe para 184 mortes.

Foto feita pelo helicóptero do jornal Asahi mostra as equipes de resgate à procura de desaparecidos, em Kure, Hiroshima, às 10h51 de 4.ª feira

Já são 184 perdas humanas por conta dos desastres causados pela chuva histórica, até as 10h desta quinta-feira (12). Em Hiroshima, uma das mais atingidas, o número de vítimas fatais chegou a 75.

Publicidade

Ainda há um grande número de pessoas desaparecidas. Até quarta-feira (11) o jornal Asahi apontou 61 pessoas.

O primeiro-ministro Shinzo Abe cancelou sua agenda para o exterior para visitar as áreas afetadas. Na quarta-feira esteve em Kurashiki. Designou a área como de desastre severo.

519 movimentos de massa

E não é para menos. O Ministério de Terras, Infraestrutura, Transporte e Turismo-MLIT contabilizou até as 13h de quarta-feira (11) 519 locais que tiveram movimentos de massa, ocasionados pela chuva intensa e intermitente, em 31 províncias.

A cada amanhecer uma esperança de salvar vidas no trabalho incansável das equipes de resgate, em Kawano-cho, Hiroshima, na quarta-feira às 6h27 (Asahi)

Os movimentos de massa são desastres naturais causados pela descida de solos e rochas sob o efeito da gravidade, em geral potencializado pela ação da água. Foram 382 colapsos de encostas, 119 fluxos de detritos e 18 deslizamentos. Esses desastres naturais foram a causa de 63 mortes.

O número de desastres dessa natureza vem aumento a cada dia. No sábado (7) haviam sido registrados 137, no dia seguinte, domingo, o número subiu para 346. É possível que outros ainda possam ocorrer.

Medidas do governo

Durante a visita em Kurashiki (Okayama) o primeiro-ministro ofereceu flores e orou em luto. Visitou abrigos e se reuniu com autoridades locais. Ainda visitará Hiroshima e Ehime. Mas antes disso, tratou de convocar uma nova reunião.

Abe viu Kurashiki do helicóptero, conversou com desabrigados e manifestou luto pelas vítimas fatais (ANN)

Na quarta reunião de emergência da Central de Resposta ao Desastre, na manhã desta quinta-feira, Abe manifestou o desejo de envio de apoio financeiro às áreas mais atingidas.

O primeiro-ministro revelou que assegurará cerca de 70 mil moradias, incluindo casas particulares de aluguel e habitações públicas, centradas nas áreas afetadas. Deverá iniciar o recrutamento dos inquilinos em seguida.  

“Farei tudo que puder para que as pessoas possam retomar suas vidas. Solicito que atendam as necessidades locais e respondam prontamente”, ordenou para os ministros e diretores das agências do governo.

Fontes: NHK, ANN e Asahi 
Fotos: ANN e Asahi 

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
Uninter - JAPÃO - Educação a distância
Empregos no Japão - HUMAN