Perto de 10 mil infectados pelo novo coronavírus supera SARS e impacta economia

A preocupação é de que já está chegando à casa dos 10 mil infectados no total e também sobre o impacto econômico.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Desinfecção sendo feita na rua em Wuhan (ANN)

A pneumonia causada por um novo tipo de coronavírus em Wuhan (Hubei), na China, matou mais 43 pessoas, até meio-dia de sexta-feira (31), no horário local, com aumento de 1.982 infectados, informaram as autoridades daquele país.

Publicidade

Portanto, o número de vítimas fatais subiu para 213 e o número de infectados até esse horário é de 9.692, somente na China. Na contagem mundial estima-se que ultrapasse 9,8 mil pessoas.

A síndrome respiratória aguda grave-SARS, pandêmica em 2002 a 2003, teve 8.096 pacientes no mundo, sendo 5.327 na China. Os números de sexta-feira mostram que os infectados pelo novo coronavírus já superou os do SARS. Nessa ocasião o número de mortes foi de 747 no geral, sendo 349 na China.

Impacto na economia

Sob o aspecto econômico, a Nomura International Hong Kong calcula que o crescimento do PIB-Produto Interno Bruto da China diminua significativamente de janeiro a março deste ano em comparação com o mês anterior. 

Quando a SARS se espalhou em 2003 a taxa de crescimento da China caiu dois pontos. Desta vez a previsão é de a queda seja ainda maior. 

Com a disseminação do novo coronavírus pelo mundo a interrupção da rede de suprimentos poderá atrasar no timing para recuperação, avalia. 

Nos Estados Unidos, o fornecimento de peças da China está estagnado, o que pode atrasar a recuperação da indústria de transformação, já um pouco mais lenta devido ao atrito comercial e à desaceleração econômica.

As montadoras de carros do Japão também irão amargar um atraso na entrega dos pedidos por causa da paralisação temporária. 

Fonte: ANN

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Finalmente primeira neve em Quioto e outros locais

Publicado em 31 de janeiro de 2020, em Sociedade

Embora tenha sido anunciado que finalmente caíram os primeiros flocos brancos em 3 capitais, historicamente tardias, em Nagoia ainda não.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Fina camada de neve (Pixinio)

Finalmente caíram os primeiros flocos leves e brancos em 3 capitais em 2020, na manhã de sexta-feira (31). 

Publicidade

Em Okayama (província homônima) fazia 56 anos que a primeira neve foi registrada tão tardiamente, em 19 de janeiro de 1964. Foram observados acúmulos de 4 e 3 centímetros nas cidades de Niimi e Maniwa. 

O Observatório de Meteorologia de Quioto (província homônima) também anunciou que a neve de 2020 veio com atraso de 53 dias em relação ao ano anterior e 47 na média.

Igualmente, o de Matsuyama (Ehime), contou que os flocos foram observados com 34 dias de atraso em relação a 2019.

Pontos em laranja indicam onde já nevou e em verde, ainda não (Weather News)

No Twitter algumas pessoas de Hiroshima postaram que viram os primeiros flocos, mas até 13h não há notícia oficial.

Na região Tokai, as 3 capitais – Nagoia, Shizuoka e Gifu – ainda não puderam observar esse fenômeno, bem como em Kyushu. Isso se deve à distribuição da área de baixa pressão, a qual não durava muito tempo.

Finalmente, no último dia do mês de janeiro ela se espalhou pelo arquipélago trazendo de volta temperaturas normais para esta época. Até agora o inverno estava muito aquecido, incomum.

Fontes: Weather News, Tenki e Sanyo News

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância