Navio de cruzeiro com 3,7 mil a bordo é colocado em quarentena em Yokohama

Um passageiro de Hong Kong estava infectado com o vírus. O governo do território autônomo no sudeste da China alertou as autoridades japonesas.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

O Princess Diamond com 3,7 mil pessoas a bordo foi colocado em quarentena perto de porto em Yokohama, província de Kanagawa (NHK)

Autoridades da saúde na cidade de Yokohama (Kanagawa) colocaram em quarentena um navio de cruzeiro transportando 3,7 mil passageiros e membros da tripulação após autoridades em Hong Kong terem dito que um viajante, o qual retornou antes ao território autônomo no sudeste da China a bordo do Diamond Princess, havia testado positivo para o novo coronavírus.

Publicidade

A embarcação se aproximou do Píer de Daikoku no Porto de Yokohama na noite de segunda-feira (3).

Oficiais do Ministério da Saúde imediatamente colocaram o navio em quarentena na mesma noite enquanto vários passageiros estavam apresentando sintomas de febre. Um passageiro que havia sofrido um derrame foi levado para o hospital. Não houve indicação de que o indivíduo tinha sintomas associados ao coronavírus que se originou na China.

O Diamond Princess também havia sido colocado em quarentena durante uma parada em Naha (Okinawa), em rota para Yokohama. O ministério da saúde tomou a medida incomum de colocar a embarcação em quarentena uma segunda vez, temendo que alguns passageiros pudessem estar infectados com o vírus.

Passageiros e tripulação apresentando sintomas associados ao vírus ou que tiveram contato com o passageiro infectado serão obrigados a passar por um teste. Aqueles que testarem positivo serão hospitalizados. Aqueles que não apresentarem sintomas terão permissão para desembarcar sem serem submetidos ao teste.

Deles, entretanto, aqueles que tiveram contato com passageiros infectados terão que permanecer em casa e passar por testes de saúde adicionais.

Espera-se que os passageiros desembarquem no início da noite desta terça-feira (4) após os resultados dos testes forem divulgados.

De acordo com o governo de Hong Kong, o qual alertou as autoridades japonesas sobre a situação em 1º de fevereiro, o homem infectado tem 80 anos. Ele visitou Shenzhen na província de Guangdong por poucas horas em 10 de janeiro e retornou a Hong Kong, onde ele pegou um voo para Tóquio em 17 de janeiro. O homem embarcou no navio em Yokohama em 20 de janeiro e voltou a Hong Kong em 25 de janeiro onde desembarcou.

Um dia antes de entrar a bordo do navio, o homem começou a ter tosse. A febre apareceu em 30 de janeiro após retornar a Hong Kong, levando-o a ir a um hospital para ser submetido a um teste do vírus.

De acordo com a operadora do navio, o cruzeiro de 18 andares tem uma arqueação bruta de 116 mil toneladas e 290 metros de comprimento. Suas instalações de entretenimento incluem lounges, piscinas e um cassino. Sua capacidade de passageiros é de cerca de 2,7 mil com 1,1 mil membros da tripulação para atendê-los.

Após o Diamond Princess ter partido do Porto de Yokohama, ele também fez uma parada em Kagoshima em 22 de janeiro, em Keelung em Taiwan no dia 31 de janeiro e em Naha no dia 1º de fevereiro.

Fonte: Asahi

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Funcionários públicos de Aichi abandonam idoso no parque e esse teve derrame

Publicado em 4 de fevereiro de 2020, em Sociedade

A imprensa descobriu que funcionários públicos abandonaram um idoso no parque, em madrugada fria, por ordem do chefe. Ele teve derrame.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Placa do Palácio do Governo de Aichi (Tokai TV)

Segundo explicações da fonte das reportagens da CBC TV e Tokai TV a polícia entregou um idoso, na faixa dos 70 anos, para a Divisão de Bem-Estar de Ama, cidade de Tsushima (Aichi). 

Publicidade

Isso teria sido no final da tarde 17 de janeiro, quando ele estava perdido em uma agência bancária e foi encontrado pela polícia, sem documentos. Já na divisão deveria ter sido encaminhado para o hospital ou abrigo, no entanto, o órgão de bem-estar alegou não ter encontrado um local que o recebesse.

Na madrugada do dia seguinte levaram o desconhecido para o Parque Nakamura, em Nagoia, onde foi deixado, sob temperatura de 6ºC e chuva, nessa ocasião. Dois dos funcionários públicos usaram o orelhão para chamar a ambulância, com nome fictício. 

Os paramédicos levaram o idoso para o hospital, já com suspeita de derrame, onde continua internado. Segundo a família localizada o idoso estava bem até dias antes dessa ocorrência, por isso, não se sabe quando teve o derrame cerebral.

Os dois funcionários teriam comunicado o feito para o chefe da divisão, o qual os instruiu para dizerem aos policiais que perderam o homem de vista, para omitir o fato. Agora estão todos sendo investigados e, como funcionários públicos, deverão ser repreendidos. 

Fontes: CBC TV, Mainichi, Tokai TV e FNN

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância