Abertura do parque temático Studio Ghibli não sofrerá atraso por causa do vírus

O governador de Aichi disse que enquanto o início da construção sofreu atraso por causa da pandemia, ele espera atingir a meta do parque ficar pronto no outono de 2022.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ilustração de áreas do Studio Ghibli a ser construído em Aichi (Aichi Prefecture)

O surto de coronavírus levou definitivamente ao cancelamento ou adiamento de várias coisas que fãs de animação japonesa estavam ansiosos para ver. O Comiket foi cancelado, enquanto que a revelação da nova estátua de Gundam e lançamento do filme final Rebuild Evangelion foram adiados.

Publicidade

Mas em meio a todos esses testes de paciência para os fãs de anime, agora há uma boa notícia, visto que um anúncio foi feito falando que os efeitos da pandemia de coronavírus não atrasarão a abertura do parque temático Studio Ghibli.

Falando em uma conferência de imprensa, Hideaki Omori, governador da província de Aichi, onde o parque será erguido, disse que enquanto o início da construção sofreu atraso por causa da pandemia, ela começará no mês que vem, e ainda espera atingir a meta do parque ficar pronto para receber visitantes no outono de 2022.

A construção inicialmente focará em 3 das 5 áreas planejadas do parque: a Floresta Dondoko inspirada no Meu Vizinho Totoro (com uma reprodução do país natal do filme das irmãs Mei e Satsuki), o Depósito Gigante de Ghibli (que abrigará um teatro, sala de exibição e café) e a Colina da Juventude (onde as pessoas podem visitar a loja de antiga vista no Sussuro do Coração).

Administrando essas três zonas estará a Kajima Corporation, uma empresa sediada em Tóquio e cujos projetos anteriores incluem a Ponte Akashi (que liga Honshu a Shikoku) e o Túnel Seikan (que conecta Honshu e Hokkaido). As participações da Kajima deverão custar 10,7 bilhões de ienes.

A empresa contratada para as duas áreas restantes, a Vila de Mononoke (destacando locais da Princesa Mononoke) e o Vale das Bruxas (saudando o Serviço de Entrega de Kiki) será anunciada no mês que vem, com a abertura dessas seções do parque programadas para algum momento de 2023.

Fonte: Sora News

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

+ lidas agora

> >

Vamos Comentar?

--

Ciclone Nisarga: Índia evacua 100 mil pessoas

Publicado em 3 de junho de 2020, em Notícias do Mundo

Primeiro ciclone em 70 anos para a capital financeira de Mumbai causa correria para transferir pacientes de Covid-19 e higienizar abrigos temporários.

Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis! Poderia nos ajudar compartilhando esta página?
Obrigado pela sua opinião! Informaremos os responsáveis para melhorar! Volte sempre!

Ciclone Nisarga se aproximando da Índia na noite de terça-feira, 2 de junho (AccuWeather)

Pelo menos 100 mil pessoas incluindo pacientes de coronavírus foram transferidas para locais seguros, enquanto a costa oeste da Índia se preparar para um ciclone – a primeira tempestade do tipo a ameaçar Mumbai em mais de 70 anos.

Publicidade

Autoridades na capital financeira da Índia, que está enfrentando dificuldades para conter a pandemia de coronavírus, evacuaram cerca de 150 pacientes infectados de um prédio recentemente erguido para uma instalação com cobertura de concreto como medida de precaução, disseram oficiais na terça-feira (2).

O ministro chefe do estado de Maharashtra, Uddhav Thackeray, do qual Mumbai é a capital, disse que pessoas vivendo em casas frágeis perto da costa estavam sendo movidas para locais seguros antes do ciclone Nisarga tocar o solo no fim desta quarta-feira (3), hora local.

Mumbai raramente enfrenta a parte mais pesada de ciclones. A última tempestade severa a atingir a cidade ocorreu em 1948, matando 12 pessoas e deixando mais de 100 feridas.

O Nisarga chega pouco depois do ciclone Amphan, o qual matou mais de 100 pessoas quando ele atingiu o leste da Índia e Bangladesh em maio, destruindo fazendas e deixando milhões sem energia elétrica.

Fonte: The Guardian

.
Passagens Aereas para o Brasil
Casa Própria no Japão
Produtos Brasileiros no Japão
Empregos no Japão - Konishi Sangyo
Fujiarte - Empregos no Japão
FUJIARTE - Empregos no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
Apartamentos para alugar no Japão
ISA - Empregos no Japão
UniFCV Japão - Educação a distância
Uninter - JAPÃO - Educação a distância